Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Jesus e o mercado. “Até o roupeiro convidaram para sair”

O treinador do Sporting igual a si próprio na conferência de imprensa após o clássico que os leões vencerem por 2-1

Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Se Jesus não falou na flash, falou na conferência de imprensa. E, uma vez mais, não desiludiu.

O mercado

“Isto foi uma corrida diabólica aos jogadores do Sporting, foi uma pressão muito grande. Só não convidaram o treinador do Sporting, de resto, tenho impressão que até o roupeiro convidaram para sair daqui. O presidente podia fazer uma pipa de massa, mais de 100 milhões de euros. Ainda bem que o próximo jogo já fechou o mercado. Assim os jogadores até podi ir chateados, mas de cabeça limpa.”

A saída de Slimani

“Não tenho a certeza absoluta. Foi uma semana muito complicada, mas Slimani só há um. É ele e mais nenhum! É um grande profissional. Mesmo a baralharem-lhe a cabeça toda durante a semana, foi de uma correcção exemplar”

E o clássico

“Sabíamos que não era um jogo fácil porque o rival tem muito valor. Entrámos praticamente a perder e tivemos algumas dificuldades no início em alguns posicionamentos e os nossos dois pontas-de-lança não conseguiram fazer o que estão habituados a fazer e isso tirou-nos alguma qualidade. Mas a mudança tática foi decisiva para a melhoria da equipa. Na segunda parte, gerimos o jogo e o resultado. O FC Porto não nos criou qualquer oportunidade de golo, porque fomos muito mais disciplinados tacticamente que o FC Porto”.