Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Falaram Adrien, o empresário e o pai

Jorge Jesus disse que "podiam ficar chateados, mas depois de quarta-feira ficam com a cabeça limpa". Tanto o representante como o pai de Adrien já reagiram ao comunicado do Sporting

Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

O empresário de Adrien, Jonathan Maarek, assegurou ao "Record" que ao Sporting "chegou uma proposta que interessa enormemente" ao jogador e que, ao não querer negociar, Bruno de Carvalho "está a faltar ao compromisso que tinha com Adrien de não lhe travar a carreira". O empresário vai mais longe e avança com uma promessa feita pelo presidente do Sporting em "deixar Rui Patrício e Adrien saírem para o estrangeiro se as propostas surgissem e que as cláusulas nunca foram condição para consumar a transferência".

Depois destas declarações, também o pai de Adrien, Manuel da Silva, veio a público criticar a irredutibilidade de Bruno de Cravalho em perder mais um jogador neste defeso e garante que se o filho for obrigado a ficar em Alvalade, "vai servir o clube como até agora, com os adeptos e o clube a relação será sempre igual - com as pessoas que estão à frente no clube, ficará uma ferida".

Manuel da Silva garante mesmo que a Alvalade terá chegado "uma proposta de €30 milhões do Leicester e não só" e deixa tudo em aberto com o habitual "até 31 tudo pode acontecer." Apesar de todo este impasse, o pai de Adrien garante: "Não estou magoado, respeito o presidente do clube, mas entre homens temos de decidir e falar, somos gente de bem e honesta. Peço bom senso só".

O Sporting escreveu esta segunda-feira em comunicado (leia na íntegra AQUI) que depois das últimas reuniões em fevereiro, de que resultaram uma renovação contratual com Adrien - até 2020 - e um aumento de ordenado, "o jogador foi informado, assim como os seus representantes", de que o clube não esperava que o jogador saísse sem pelo menos ser campeão, podendo até acabar a sua carreira de leão ao peito, e que apenas o pagamento da cláusula faria o clube abrir mão do seu capitão.