Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

O futebol tem coisas que nem Jesus consegue explicar

Houve 15 minutos que tramaram o Sporting e o treinador não consegue arranjar motivos para justificar o facto de a equipa ter sofrido três golos em tão pouco tempo e empatado (3-3) em Guimarães

Expresso

Denis Doyle

Partilhar

Como Jesus viu o jogo

"O que se passou foi que o Sporting fez 75 minutos espetaculares, fez o 3-0 com facilidade e mesmo antes do terceiro teve, várias vezes, a possibilidade de marcar. E nos últimos 15 minutos sofremos. Começando na grande penalidade, sofremos ainda de livre. Dois golos de bola parada, um livre e uma grande penalidade, situações que têm que se controlar. A bola parada não foi sobre a dinâmica de jogo, aí só fizeram um golo. O Vitória de Guimarães acreditou, começou com jogo muito direto e nos últimos 15 minutos tivemos um ou outro jogador a sentirem dificuldades a não responderem bem a um jogo tão direto, fomos mexendo, deixamos a última substituição para os últimos minutos."

Como viu aqueles 15 minutos

"Foi um Sporting muito forte durante 75 minutos. O Sporting fez 3-0 e ninguém pensava que isto era possível. Depois do 3-1 os jogadores do V. Guimarães têm mérito. Bateram-se sempre, nós nas decisões, sobretudo nesta última, temos que fazer melhor. A bola correu a grande área toda... O futebol é assim, mas não pode ser para quem tem objetivos.»

"Nunca conseguimos ter controlo de bola nos últimos 15 minutos, não conseguimos ter a qualidade de jogo que tivemos durante os 75 minutos. O Elias perdeu capacidade física para ser o que foi durante o jogo com bola, o Markovic estava a ser fundamental, tive que o tirar. Perdemos muita qualidade de jogo no corredor central. Este empate sabe a derrota por tudo, pela vantagem do 3-0. Podia ser um resultado motivador, mas pelo contrário. Não fomos capazes de segurar o resultado."

O que J.J. acha de tudo isto

"Equipa que joga ao nível que o Sporting jogou tem que ganhar. Tínhamos que ter argumentos para segurar o resultado. Foi de penálti, bola parada? Ok, não podes fazer nada. Mas nesse período tivemos momentos em que fomos apertados porque não fomos capazes de fazer o que fizemos até àquela altura e isso tem a ver com o jogo da Champions."

"Empate que pesa mais por estar a ganhar 3-0. E estar a ganhar 3-0 e à espera de marcar o quarto. Levámos um golo de penálti e tudo mudou. O futebol tem coisas que não consegues explicar."