Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Jorge Jesus: “As pessoas andam enganadas, mas eu não. O fair play é uma treta e o Kovacic fez bem, fez bem!”

O treinador do Sporting elogiou o comportamento da sua equipa, sobretudo na segunda-parte, e referiu-se ao lance que, a seu ver, terá determinado o resultado final do jogo. Jesus voltou a falar da inexperiência e da juventude e de coisas que terão de ser ditas no balneário

Comentários

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Lembra-se daquela frase simbólica de Jesus sobre o fair play? O treinador voltou a citá-la para explicar o lance entre João Pereira e Kovacíc. À SportTV e à RTP.

“Estávamos melhor na segunda parte porque o Real ia quebrar porque tinha jogado contra o Atlético de Madrid. Mas com a expulsão do João... O Kovacic foi esperto. Esta conversa do fair play, já estou farto de dizer, é treta. E ele, o Kovacic, fez aquilo, e fez bem, e fez bem!. E aquilo ditou a expulsão do João [Pereira]. As pessoas andam enganadas, mas eu não me engano. Não há fair play no futebol. Na segunda-parte eles não tinham andamento para nós, mas falhámos nos pormenores.”

Posto isto, Jesus falou do jogo do Sporting. Para o treinador, os leões foram bons, mas não bons q.b. porque lhes faltou matreirice. E voltou a Kovacic. “Lembra-se de uma defesa do Rui Patrício? Isto mostra a qualidade do futebol do Sporting. Podíamos ter sido melhores na definição e na decisão, mas isso tem a ver com a qualidade individual dos jogadores. Mas hoje, uma vez mais, demos um tiro no pé. No futebol, os melhores não são melhores porque têm melhores jogadores, mas porque são mais inteligentes. E. hoje, o Kovacic foi inteligente”.

E a matreirice, claro, vem com a experiência. “Um ponto era importante, no mínimo, contra o Real Madrid. Mas a jogar com dez... Fizemos por isso. Saímos daqui com um sentimento de que estivemos à altura. Só não ganhámos pontos porque é preciso andar mais um bocadinho, porque isto aqui é a Champions. O Gelson, neste momento, ainda não é um jogador top, porque ainda lhe falta melhorar o momento da decisão, da definição. Cometemos alguns erros por alguma juventude, não vou dizer nomes, porque isto fica para o balneário. Mas vou dizer-lhes que comigo vão melhorar”.