Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Jorge Jesus: a "nota artística" e o "primeiro ano bonito" de Bas Dost

Em declarações à Sport TV, o treinador do Sporting congratulou-se com a exibição da sua equipa e ainda sublinhou a importância do regresso de Adrien Silva e a surpresa que está a ser o ano de estreia de Bas Dost de leão ao peito

Expresso

MIGUEL A. LOPES/LUSA

Partilhar

Nota artística

“Há algum tempo que não tinha a alegria de dizer que ganhámos com nota artística, Fomos uma equipa consistente, com muita qualidade. Nos jogos anteriores a qualidade tinha sido repartida, principalmente nos primeiros 45 minutos. Mas hoje não. Estivemos muito bem frente a uma boa equipa, que não perdia há várias jornadas fora e que defende bem, mas que hoje não teve hipóteses porque o Sporting foi muito criativo. Fomos uma equipa muito pressionante em termos defensivos. Estamos no bom caminho”

Adeptos

“Os nossos adeptos merecem esta qualidade de jogo: 42 mil pessoas com um ambiente bonito. É assim que se constrói uma equipa forte”

Adrien e Geraldes

“Jogou meia-hora e não notei nada em relação à intensidade, depois de estar quase um mês e meio sem jogar. Foi bom este resultado para ajudar o Adrien. O miúdo, o Chico, também não tinha jogado tanto tempo. Estamos a construir uma equipa que nos possa transportar para um futuro com mais certezas”

Bas Dost, melhor marcador da Europa?

“Em Portugal vai ser seguramente. Na Europa está na luta com três jogadores. Acredito que entre o Messi e o ponta de lança do Bayern Munique [Lewandowski] as coisas vão ser equilibradas até ao fim. Ele está a ter um primeiro ano melhor do que toda a gente esperava, até eu. Para primeiro ano está a ser muito bonito”