Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Crises? Não há disso em Alvalade

O Sporting goleou o Chaves, em Alvalade, numa noite de futebol espetáculo: 5-1, com um hat trick de Bas Dost

Expresso

Daniel Podence e Bas Dost, dupla de ataque do Sporting

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Na conferência de imprensa de antevisão do Sporting-Chaves, Jorge Jesus foi confrontado com um dado factual: nos últimos seis jogos, a sua equipa só tinha conseguido uma vitória - contra o Oleiros, para a Taça de Portugal. De resto, duas derrotas (contra Juventus e Barcelona, na Liga dos Campeões) e três empates (com FC Porto e Moreirense, para a Liga, e com o Marítimo, para a Taça da Liga).

Ou seja, um registo negativo. Mas crise? Nem pensar nisso. Jesus, sendo Jesus, fez cara à feia à pergunta e respondeu assim: "As crises dos outros clubes não temos nada que ver com elas. Só nos interessamos por nós e pelos nossos resultados. É por isso que estamos em segundo. O Sporting tem oito jornadas do campeonato disputadas, tem seis vitórias e dois empates, 16 golos marcados e quatro sofridos. As duas derrotas que temos foram contra a Juventus e contra o Barcelona".

É certo que as vitórias morais valem pouco ou nada, mas, esta noite, em Alvalade, o Sporting pareceu rejuvenescido depois da exibição que conseguiu em Itália, a meio da semana. Com Podence atrás de Bas Dost - Battaglia ficou no banco e Bruno Fernandes jogou a médio -, a equipa de Jorge Jesus rubricou uma belíssima exibição, dominando o jogo do princípio ao fim e goleando com justiça.

O relógio ainda mal tinha começado a andar e Bas Dost já dizia adeus à suposta crise de golos - não marcava há seis jogos. Num canto marcado por Bruno Fernandes, cabeceamento certeiro do holandês para o 1-0. O Sporting entrava com tudo e, ainda que o Chaves tenha tentado responder - as ausências de Matheus Pereira e Domingos Duarte, emprestados pelo Sporting, sentiram-se -, não demorou muito para chegar ao 2-0, novamente por... Bas Dost. O sempre irrequieto Podence - bela exibição - cruzou e o holandês bisou na partida.

O Sporting continuou a dominar e fabricar combinações ofensivas de muita qualidade, e foi precisamente num desses momentos que chegou o 3-0: Bas Dost isolou Gelson, que ofereceu o golo a Acuña, no centro da área.

Primeira parte sem sobressaltos para Rui Patrício que, no entanto, teve de 'acordar' logo no início da segunda, quando Platiny surgiu a rematar para quase fazer o 3-1. Não marcou... e sofreu. Grande incursão de Piccini pela direita, que serviu Bas Dost no centro e o holandês optou por oferecer o golo a Acuña, à esquerda.

Com o 4-0 o jogo ficava completamente resolvido e a equipa de Luís Castro, apesar de ter subido mais no terreno, não conseguia criar perigo. Aos 75', cruzamento de Piccini (está claramente a subir de rendimento) para a cabeça de Bas Dost concretizar o hat trick.

Quando já não se esperava mais golos em Alvalade, já nos descontos, Davidson fintou e fintou e ultrapassou dois adversários e marcou um golaço com um chapéu a Rui Patrício. Prémio de honra para um Chaves que tentou, mas esta noite nunca conseguiu opor-se a um Sporting claramente superior, que continua a perseguir o líder FC Porto, que está a dois pontos de distância.