Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Antes de Dost e depois de Dost

O Sporting está nas meias-finais da Taça de Portugal, mas foram muitas as dificuldades que teve para bater o Cova da Piedade, por 2-1. Após uma 1.ª parte desastrada, quase sofrível, foi a entrada de Bas Dost (e de Bruno Fernandes) logo após o intervalo que mais uma vez colocou os leões nos eixos - é dele o golo da vitória. A equipa de Jorge Jesus fica agora à espera de FC Porto ou Moreirense

Lídia Paralta Gomes

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Partilhar

Não consigo pôr as coisas de outra forma: a 1.ª parte do Sporting frente ao Cova da Piedade foi a pior 1.ª parte do Sporting em toda a temporada.

Com um janeiro terrível pela frente, Jesus viu neste duelo dos quartos de final da Taça de Portugal com uma equipa de escalão inferior uma oportunidade única para poupar gente como William, Gelson, Bruno Fernandes ou Bas Dost. Os dois primeiros, nem no banco estavam.

O que não justifica o futebol molengão que o leão apresentou nos primeiros 45 minutos: frente a um Cova da Piedade bem fechado e bem organizado em 4x3x3, não houve ideias, intensidade, não houve, arrisco-me a dizer, seriedade.

E quando Jesus viu Hugo Firmino quase a chegar ao golo um pouco antes do intervalo, num remate em jeito que passou rente aos ferros após (mais) um contra-ataque perigoso da equipa da casa (emprestada) e que nem sequer era a primeira oportunidade flagrante do Cova da Piedade no jogo, Jesus soube logo o que tinha de fazer - e o que tinha de fazer era colocar os melhores em campo.

O intervalo Jesus passou-o a dar indicações a Fernandes e Dost (mayday, mayday!), que entraram imediatamente em jogo e imediatamente o Sporting deixou de ser sofrível para passar a ser um pouco melhor, pelo menos melhor o suficiente para conseguir finalmente criar perigo, marcar golos e qualificar-se para as meias-finais, não sem suar um bocadinho, pelo menos um bocadinho mais do que Jesus estaria de certo à espera.

E se o Sporting nunca chegou a jogar realmente bem, o certo é que já não é a primeira vez que há um Sporting antes de Dost e um Sporting depois de Dost, principalmente nestes jogos das Taças em que Jesus tem deixado o holandês no banco. Mal entrou, Dost desatou a mexer-se, a ir buscar jogo, a procurar triangulações e a colocar-se bem na área.

Não foi dele o primeiro golo do Sporting mas sim de Bruno Fernandes, também ele um agitador, um rapaz capaz de jogar em poucos centímetros de campo, como fez com Evaldo já dentro da grande área, estávamos no minuto 55. Depois de tirar o lateral ex-Sporting do caminho, o médio rematou e foi feliz: a bola embateu em Evaldo e fez um involuntário chapéu a Joyce Anacoura, guardião italiano com origens nas ilhas Seychelles.

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Uma grande penalidade cometida por André Pinto na área do Sporting permitiu a Cleo fazer o empate poucos minutos depois e por alguns momentos o Sporting tremeu, Rui Patrício fez um invulgar mau passe, obrigou Ristovski a fazer uma falta perigosa. E alguns momentos também o Cova da Piedade ainda sonhou, até porque lá do outro lado Anacoura ia roubando golos ao Sporting, primeiro a Doumbia (aos 64’) e depois a Bas Dost, numa primeira oportunidade não concretizada, aos 71 minutos.

Mas Bas Dost normalmente não falha duas vezes e sete minutos depois resolveu mais um jogo para o Sporting, um jogo que se estava a complicar, verbo que o holandês não conhece quando está dentro de área. Após um cruzamento na direita, Battaglia, oportuno, desviou de cabeça e Bas Dost, ainda mais oportuno, viu a bola dirigir-se para o coração da área, o seu habitat natural, e foi lá emendar.

É outro nível, não há como negar. Com Bas Dost e Bruno Fernandes, o Sporting é outro Sporting. Sem eles o Sporting foi inconsequente, com eles foi eficaz, mesmo numa noite em que a equipa esteve uns furos bem abaixo do normal, frente a um Cova da Piedade que também soube fechar bem os caminhos da sua baliza.

E assim, um magro 2-1 acabou por ser o resultado possível para o Sporting, que vai jogar as meias-finais da Taça de Portugal pela 45.ª vez. O adversário sairá do encontro de quinta-feira entre Moreirense e FC Porto.