Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Jesus sobre Nélson e as polémicas grandes penalidades das meias-finais: “O Jorge Jesus é um treinador que faz tudo para ganhar”

Treinador do Sporting disse pouco e ao mesmo tempo muito sobre a polémica em torno da presença de Nélson atrás da baliza de Rui Patrício durante o encontro com o FC Porto, na meia-final da Taça da Liga. Para a final, e se tivesse de tirar um jogador ao V. Setúbal, Jesus escolhia Gonçalo Paciência: "É um miúdo que está a crescer muito como jogador"

Expresso

Jorge Jesus, treinador do Sporting

HUGO DELGADO/LUSA

Partilhar

Objetivo

"Normalmente nestes troféus são as equipas mais potentes que costumam estar na final. Mas pela parte que me toca não foi fácil chegar aqui e aquilo que nós pensamos é que queremos sair daqui vencedores"

O treinador adversário

"O José é um homem do futebol, antigo jogador e que tem uma vantagem em relação a mim: além de treinador, já explorou outras situações do futebol, já foi diretor desportivo e até já se candidatou a ser presidente de um clube. Também é importante passar por estas fases todas. Tem muita experiência no futebol. Os treinadores portugueses são os melhores do mundo porque a metodologia de treino obriga a que sejam criadores, pelas dificuldades que tiveram, o que faz com que treinem melhor as equipas e que antecipem melhor o que se vai passar"

Se pudesse tirar um jogador adversário...

"Eu já não preciso de tirar, já saiu o Gelson... Ah do adversário! Talvez o Gonçalo, é um miúdo que está a crescer muito como jogador, que tem momentos técnico-táticos que mostram um futuro com qualidade"

Estratégias

“Não há muito para esconder ou descobrir, as estratégias ambos os treinadores conhecem, mas também é verdade que durante esta competição há coisas que vão acontecer que o José não está preparado e também nós não estaremos preparados. Há muitos momentos em que somos surpreendidos, assim é o jogo. O jogo terá de ser resolvido, no tempo regulamentar ou nas grandes penalidades mas espero essencialmente que o jogo seja bonito, que tenha qualidade e golos e se possível tenham mais golos para o lado do Sporting"

Grandes penalidades

“Nós trabalhamos as grandes penalidades porque é um dos fatores que pode acontecer no jogo. Já tive a oportunidade de dizer que as grandes penalidades não é uma questão de factor sorte. O factor sorte está inserido no jogo todo, mas as grandes penalidades também dependem da qualidade de quem marca e de quem defende. O Sporting tem neste momento um dos melhores guarda-redes do mundo e que tem alguma queda para defender grande penalidades. Agora não estamos a pensar ‘tranquilo, chegamos às grandes penalidades, está ganho’”

Sobre a presença de Nelson atrás da baliza

“Vou usar palavras do Zé [Couceiro]: o Jorge Jesus é um treinador que faz tudo para ganhar”