Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Daniel Oliveira não volta a apoiar Bruno de Carvalho. “Não quero ter à frente do meu clube um Pinto da Costa”

Daniel Oliveira escreveu no Facebook os motivos pelos quais vai deixar de apoiar o presidente do Sporting, a quem reconhece a capacidade de ter reerguido o clube - mas discorda totalmente do anunciado boicote à comunicação social

Tiago Miranda

Partilhar

Daniel Oliveira, cronista do Expresso e comentador da SIC Notícias, partilhou um texto no Facebook em que explica que apesar de ter apoiado Bruno de Carvalho em três eleições, deixou de se rever na forma de estar e no discurso do atual presidente do Sporting.

"(...) Só que aquilo que ouvi ontem é, para mim, que sou jornalista, intolerável. Uma coisa é criticar a comunicação social ou até, no limite, apelar a um boicote a um órgão de comunicação social, coisa que não gosto mas não seria nova. Outra, bem diferente, é apelar ao boicote a toda a comunicação social e à total dependência dos sócios da informação oficial dominada pela direção", escreveu. "Perante as declarações que fez ontem, Bruno de Carvalho perdeu um apoiante de sempre. Para sempre."

Ainda assim, Daniel Oliveira disse que se orgulha de "pertencer ao mais democrático dos clubes portugueses e em democracia há eleições, não há plebiscitos. Em democracia votam-se alterações de estatutos sem chantagens" e garante que se pudesse ter ido à assembleia geral do Sporting "teria votado segundo a minha consciência sem outra consideração para além da bondade dos documentos que estavam a ser apreciados".

No longo post que partilhou na sua página de Facebook, o cronista termina dizendo que não quer "ter à frente do meu clube um Pinto da Costa. Muito menos um Pinto da Costa sem títulos e que fala muito mais".