Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Jorge Jesus e a a ausência de Bas Dost: "Acredito em todos os jogadores, mas não vamos branquear: faz falta à equipa, é o melhor marcador"

Treinador do Sporting não esconde a preocupação por não poder contar com Bas Dost, que vai ficar de fora do encontro de segunda-feira com o Moreirense, com uma lesão muscular. Jesus espera que o holandês recupere para o jogo com o FC Porto, na próxima sexta-feira

Expresso

Jorge Jesus, treinador do Sporting

HUGO DELGADO/LUSA

Partilhar

Jogo com o Moreirense

"Corremos atrás de um adversário que está à nossa frente e só a vitória interessa, contra equipa que está numa situação delicada para defender permanência. Vai ser um jogo difícil, como todos em Alvalade. Temos de arranjar soluções para abrir a organização defensiva do Moreirense e estarmos atentos ao contragolpe. Os jogos com estas equipas baseia-se nisto e nós estamos numa escala de jogos: ainda falta muito para o fim da época e já vamos com 44 jogos. Deixa marcas, mas a equipa está encantada por poder estar em todas as decisões. Vai pagando caro aqui e acolá com alguma situação de fadiga, mas isso faz parte"

Gestão do plantel

"É sempre complicado perder jogadores por lesão. A gestão… não temos outro caminho: se um jogador não está em condições físicas para corresponder à intensidade que Sporting tem de meter, então a troca beneficia sempre a equipa. Vão entrar mais 5 ou 6 jogadores que não jogaram com o Astana. Já estava pensado assim, para termos jogadores frescos sem estarem carregados muscularmente. Isso também é o segredo, a minha experiência de vários anos. Não é só o Sporting a fazer isto, qualquer equipa tem de fazer. Agora há que saber se temos pedalada para estarmos em todas as frentes. Troca por trocar é bom. Perder jogadores por carregamento muscular, como Bas Dost, aí deixa-nos tristes"

Bas Dost

"É um jogador que olhamos para ele pelo conteúdo de goleador, pela importância que tem na equipa do Sporting. Mas ele não é só isso. Tem outras características fundamentais: há momentos de jogo em que está cansado e não tem muito conteúdo técnico, mas tem conteúdo tático, de estratégia. Isso reforça a importância que tem na equipa. Acredito em todos os jogadores, mas não vamos branquear: faz falta à equipa, é o melhor marcador. Gostava que ele pudesse jogar, mas temos outros jogadores e vamos arranjar outras soluções com ele. Não posso dar ideia do tempo de lesão de Bas Dost. Esperamos que esteja em condições para o Dragão. Temos Doumbia e Montero"

Rafael Leão

"É júnior, tem 18 anos. É um produto da Academia e é um miúdo que estamos a fomentar. Vamos trabalhar com ele passo a passo. Estamos a trabalhar outros conteúdos com ele de forma técnica, tática, de estratégia, e fisicamente. Tem de dar os passos dele. Aos 18 anos ainda não é certeza, mas já vejo nele coisas diferentes"

As declarações de Nuno Saraiva sobre Rúben Dias

"Concordo com tudo o que seja em defesa do Sporting e que a estrutura tenha opinião. Se o responsável transmitiu ideia, estou de acordo com ele. Só não digo totalmente porque não vi o jogo. Mas se ele diz, é porque sabe e estou 100% de acordo"

Wendel descontente

"É um jovem do futebol brasileiro e como todos os jovens que vêm do futebol brasileiro não tem conteúdos táticos, só técnicos. Está a adaptar-se às exigências do futebol europeu, está nesse processo. Se a reunião que os representantes dele tiveram com Sporting foi com esse conteúdo, devem estar enganados não sabendo com que clube estão a falar, muito menos com que treinador estão a lidar. O Wendel é um jovem, ainda ontem falei com ele, disse que o ia convocar. A pouco e pouco estamos a estabelecer parâmetros das ideias da equipa para ele desenvolver o seu futebol"