Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Coentrão: “Em Madrid cheguei a pensar que me tinha esquecido de como se jogava futebol”

Fábio Coentrão está muito feliz em Lisboa e quer terminar a carreira no Sporting, apesar de ainda ter contrato com o Real Madrid, garantiu o jogador em entrevista à "Marca"

Expresso e Lusa

Partilhar

O futebolista internacional português Fábio Coentrão afirmou hoje estar “muito feliz” no Sporting, manifestando a vontade de permanecer no clube de Alvalade “até ao final da carreira”, apesar de ainda ter contrato com o Real Madrid.

“Estou a fazer as coisas bem aqui [Sporting], é um clube onde gostaria de permanecer até ao final da minha carreira. Sou muito feliz aqui”, disse, em entrevista ao jornal "Marca", um excerto da qual foi hoje divulgado pelo diário espanhol.

Fábio Coentrão afirmou, no entanto, que tem contrato com o Real Madrid e que irá respeitar o clube do qual, durante sete anos, muito recebeu, apesar de ter deixado de fazer parte dos habituais titulares. "As pessoas quando criticam nem veem bem as coisas. Eu tinha à minha frente o Marcelo [como lateral esquerdo do Real Madrid]. O Mar-ce-lo! Não estamos a falar de um jogador qualquer. Muito fiz eu", explicou.

Sobre Jesus e Zidane, Coentrão só teve coisas boas a dizer. "Jesus é um treinador muito importante para mim. Foi meu treinador quando tinha 19 anos, pôs-me a jogar a lateral esquerdo e eu tinha a certeza que seria bom para mim voltar a trabalhar com ele. E está a ser", assegurou. "Zizou [Zidane] também foi um treinador muito bom para mim e só posso dizer coisas boas dele. Quem fala mal de Zidane não sabe o que diz, porque é um tipo espetacular, mas as coisas não me estavam a correr bem em Madrid e tinha de sair para jogar mais e voltar a ganhar confiança", acrescentou.

"Quando estou em Portugal sinto-me confiante. Penso: 'Olha, não me esqueci de como se joga futebol'. Porque muitas vezes, em Madrid, perguntava-me o que se passava comigo, cheguei a pensar que me tinha esquecido de como se jogava futebol. Quando voltava à seleção é que sentia: 'Olha, afinal ainda sou bom futebolista'", confessou.

O jogador está no Sporting desde o início da temporada de 2017/2018, tendo chegado a Alvalade ao abrigo de um acordo de empréstimo por um ano com o Real Madrid.