Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Bruno de Carvalho: “Já fui constituído arguido uma dezenas de vezes. Madeira Rodrigues? É preciso ajudar todos os desempregados”

Bruno de Carvalho confirma ter sido constituído arguido num longo post no Facebook, no qual aborda este e outros temas: Adrien, Madeira Rodrigues e Peyroteo

Expresso

FRANCISCO LEONG/Getty

Partilhar

Começa assim: “Porque muitas vezes se confunde a estrada da Beira com a beira da estrada”.

Num longo post no Facebook, Bruno de Carvalho confirma ter sido constituído arguido e explica porquê. “Fui ao DIAP, é verdade, mas não saí surpreendido com o facto de ser arguido. Aliás, já fui constituído pelo menos uma dezena de vezes, tendo os denunciantes/assistentes perdido sempre”. E, então, vem o contexto: Bruno de Carvalho é arguido porque João Pedro Paiva dos Santos, sócio sportinguista, lhe colocou um processo por “devassa da vida pessoal” e de “difamação”. Porquê? “Por ter colocado num post um email entre ele e Pedro Guerra, que já era público e que circulava por todo lado”. E por dizer que João Pedro Paiva dos Santos pertencia “a uma pequena franja de sportinguistas híbridos que colocam os seus interesses pessoais acima dos do clube”.

Por outro lado, Bruno de Carvalho voltou a referir-se à frustração manisfetada por Adrien Silva ao “Guardian”, a propósito das dificuldades que encontrou na saída de Alvalade rumo ao Leicester. “Volto a repetir que espero não ter de falar mais neste assunto. Coloco a foto em anexo para relembrar o que disse no meu post”.

Quanto a Madeira Rodrigues: “Dá-me pena. Aliás, mais um caso em que o Governo e a Santa Casa deviam intervir, pois temos o dever de ajudar todos os desempregados”. Pedro Madeira Rodrigues, candidato presidencial derrotado por Bruno de Carvalho nas últimas eleições, dissera o seguinte: “Já nem os jogadores seguem o que lhes é pedido por Bruno de Carvalho”. BdC terá ficado agastado com os futebolistas por terem ignorado o início de uma ação de solidariedade antes do último Sporting-Rio Ave.