Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Sporting paga ao Braga mais 100 mil euros mas espera reavê-los

No dia seguinte à vitória sobre os leões (1-0) que deixou o Sporting de Braga a apenas um ponto do terceiro lugar do Sporting na I Liga, o duelo continuou com um comunicado da SAD liderada por António Salvador e a pronta resposta de Bruno de Carvalho no Facebook.

Lusa

HUGO DELGADO / Lusa

Partilhar

O Sporting pagou mais 100 mil euros ao Sporting de Braga no âmbito da transferência do futebolista Battaglia, mas o presidente leonino Bruno de Carvalho diz ter sido por "mera precaução" e espera ver esse valor devolvido.

No dia seguinte à vitória sobre os 'leões' (1-0) que deixou o Braga a apenas um ponto do terceiro lugar do Sporting na I Liga, o 'duelo' continuou com um comunicado da SAD liderada por António Salvador e a pronta resposta de Bruno de Carvalho no Facebook.

"Perante a denúncia do Sporting de Braga e os documentos apresentados à Federação Portuguesa de Futebol [FPF], o Sporting Clube de Portugal foi intimado a repor os valores que cobrou indevidamente, sob pena de ver comprometido o processo de licenciamento na UEFA", afirmam os responsáveis arsenalistas.

Segundo estes, "e ainda que a contragosto, foram repostos na passada quinta-feira os valores antes sonegados, ficando, porém, por efetuar o pagamento por estragos causados no Estádio Municipal de Braga e que esta sociedade vai continuar a reclamar".

No entanto, Bruno de Carvalho entende que "a FPF não obrigou o Sporting a pagar nada" e "apenas aconselhou com base em duas suposições que poderiam ou não criar problemas de interpretação".

"O Braga quis enganar o Sporting em cerca de 300 mil euros, tendo agora, por mera precaução nossa, recebido cerca de 100 mil euros que vai ter de devolver", escreve o presidente dos leões na sua página do Facebook.

Na passada terça-feira, o Sporting pagou ao Sporting de Braga 707 mil euros relativos à segunda tranche da transferência do médio argentino Battaglia, deduzindo os valores relativos ao mecanismo de solidariedade dos jogadores Pedro Santos e Rui Fonte.

Os minhotos, contudo, entenderam que ficaram por pagar 120 mil euros, em parte agora saldados.