Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Acabou a unanimidade: adeptos insultam, assobiam e pedem demissão de Bruno. Jorge Jesus de lágrimas nos olhos

Duas horas depois de (mais um) comunicado da SAD sportinguista na página no Facebook do presidente, eis que BdC surgiu no banco de suplentes para o jogo contra o Paços de Ferreira

Expresso

MÁRIO CRUZ / LUSA

Partilhar

Havia uma dúvida: iria ou não Bruno de Carvalho para o banco na sequência dos últimos acontecimentos? A verdade é que foi. E que foi assobiado, logo que cruzou o relvado para se sentar num dos lugares onde estão a equipa técnica e os jogadores suplentes.

Os adeptos "brindaram" o presidente com uma vaia e com insultos ("Bruno c......, pede a demissão) e BdC manteve o rosto fechado. Por outro lado, viram-se lenços brancos e cartazes e tarjas com as seguintes frases: "Bye, bye, BdC", "Bruno, votei em ti mas... rua!!!" ou "a nossa paciência tem limites".

Já Jorge Jesus não conseguiu controlar a emoção e viram-se algumas lágrimas nos olhos do treinador do Sporting enquanto se cantava o hino não oficial do Sporting.

Esta é a primeira vez que adeptos e sócios se revelam declaradamente contra Bruno de Carvalho, o que constitui uma reviravolta interessante face à quase unanimidade que o presidente tem gozado durante os seus mandatos.

Refira-se que BdC obteve uma vitória estrondosa na última (e polémica) Assembleia Geral, em que os sócios votantes aclamaram as propostas que o dirigente havia apresentado.

As críticas aos jogadores após a derrota com o Atlético de Madrid, a entrada em direto na CMTV para justificar as suas palavras, e os dois posts que se seguiram a isto - o primeiro a acusar os futebolistas "mimados" e garantindo a suspensão de 17 atletas; o segundo a apontar o dedo aos instingadores - parecem ter, de alguma forma, mudado o status quo em Alvalade.

A propósito, Bas Dost, normalmente efusivo nos festejos, foi extraordinariamente contido após o golo que marcou. O holandês, dizem os jornais desportivos, está a equacionar a sua permanência no Sporting.