Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Rui Patrício: a missão dos jogadores é "treinar e jogar"

O guarda-redes do Sporting, Rui Patrício, 'desvalorizou' este domingo mais um comunicado no Facebook do presidente Bruno de Carvalho, afirmando que a missão dos futebolistas do Sporting é "treinar e jogar"

Lusa

Carlos Rodrigues/Getty

Partilhar

"O nosso foco é treinar e jogar e foi isso que fizemos hoje. Focámo-nos ao máximo para este jogo e conseguimos a vitória, que era o mais importante disto tudo. Era ganhar e é para isso que lutamos todos os dias", disse Rui Patrício, quando questionado sobre se teve consequências mais um 'post' do líder do clube.

No 'flash interview' da SporTV, após o 2-0 ao Paços de Ferreira, o guarda-redes internacional luso deixou claro que as coisas nem sempre acontecem como os jogadores querem: "Umas vezes corre como queremos, outras não, mas isso é futebol. Vamos continuar a dar o máximo pelo Sporting, que isso é o mais importante".

"Estamos aqui para trabalhar e dar o nosso máximo em prol do Sporting. É isso que fazemos", reafirmou Rui Patrício, acrescentando: "Trabalhamos todos os dias para fazermos as coisas perfeitas. Sabemos que nem sempre as coisas correm como queremos, mas vamos continuar a aqui a dar o máximo em prol do Sporting".

O número 1 dos 'leões' deixou claro que os jogadores do Sporting foram um "grupo unido" e que sabem o que têm de fazer. "Trabalhar, dar o nosso máximo, em todos os treinos, em todos os jogos, é isso que vamos continuar a fazer até ao final da época", frisou Rui Patrício.

O guarda-redes titular da seleção lusa frisou ainda que o plantel vai "lutar" pelas competições em que o clube ainda está envolvido. "Ainda estamos em três competições e agora vamos focar-nos no jogo de quinta-feira . O nosso objetivo é passar e estamos focados nisso", garantiu.

Face aos Paços de Ferreira, em encontro da 29.ª jornada da I Liga, a equipa de Sporting foi apoiada pelos adeptos, que receberam muitos aplausos, ao contrário do presidente Bruno de Carvalho, vaiado por muitos.

"Sempre sentimos o apoio dos adeptos, pois é para ele que nós jogamos. Nós damos o nosso melhor pelos adeptos, porque o Sporting é isso. São esses adeptos que nos acompanham em todos os jogos, que querem que nós demos o máximo e nós também queremos dar o máximo por causa deles", finalizou.

O presidente Bruno de Carvalho criticou na quinta-feira as exibições de alguns jogadores do Sporting, a seguir à derrota em casa do Atlético de Madrid (2-0), na Liga Europa.

Na sexta-feira, 19 jogadores do plantel, entre os quais Rui Patrício, William Carvalho, Fábio Coentrão, Coates, Gelson Martins e Bruno Fernandes, divulgaram um comunicado em que manifestaram "desagrado" com as críticas do presidente do clube.

Em resposta, Bruno de Carvalho partilhou um texto no Facebook, visível para os seus amigos na rede social, em suspendia os jogadores que subscreveram um comunicado e fazia saber que teriam de enfrentar a disciplina do clube.

No sábado, o treinador da equipa, Jorge Jesus, afirmou que os futebolistas não receberam qualquer nota de suspensão por parte do clube e garantiu que Bruno de Carvalho lhe deu "liberdade para convocar os jogadores" que entendesse para o jogo de hoje com o Paços de Ferreira, da 29.ª jornada da I Liga, o que aconteceu, com os 'leões' a vencerem por 2-0.

Antes do encontro, Bruno de Carvalho voltou a colocar um 'post' no Facebook a criticar os futebolistas, afirmando que "serão mantidos os processos disciplinares" aos jogadores, que mancharam "o bom nome do presidente e do clube".