Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Luís Figo: o Sporting não precisa de mim, precisa é de "paz e confiança"

Luís Figo passou 12 anos, como jogador, no Sporting, e não é de agora que o seu nome aparece como hipótese para assumir algum cargo diretivo no clube. Mas também não será agora que o antigo futebolista se chegará à frente: "É triste que na situação atual lancem notícias possivelmente com terceiras intenções"

Expresso e Lusa

fotopress

Partilhar

A Holdimo, o segunda maior accionista da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Sporting - apenas atrás do próprio clube - teria sondado Luís Figo sobre a hipótese de contar com o ex-candidato à presidência da FIFA para uma eventual candidatura à liderança do Sporting, avançou, esta terça-feira, o jornal "O Jogo". Mas o antigo futebolista não esperou muito tempo para reagir à notícia com um rotundo "não".

O antigo jogador do Sporting, Barcelona, Real Madrid e Inter de Milão enviou uma nota à Lusa, na qual escreveu que a equipa do Sporting "necessita neste momento de tranquilidade, paz e confiança", garantindo na mensagem em que se exclui de uma corrida à presidência do clube.

"É triste que na situação atual lancem notícias possivelmente com terceiras intenções. A equipa do Sporting necessita neste momento de tranquilidade paz e confiança", afirmou Luís Figo, dizendo-se surpreendido por o seu nome estar a ser apontado como provável candidato a uma eventual sucessão de Bruno de Carvalho na liderança do clube 'leonino'.

Segundo Luís Figo, as notícias sobre essa possibilidade não têm "qualquer fundamento".