Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Battaglia: "É o futebol, ninguém sabe o que se vai passar. Podemos planificar tudo, mas, dentro de campo, as coisas mudam"

O argentino batalhador e ladrão de bolas realçou, após o final da vitória (1-0) contra o Atlético de Madrid, o orgulho que sente na equipa do Sporting, à qual só "faltou marcar o segundo golo" para igualar a eliminatória

Expresso

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Partilhar

A vitória e a eliminação

“É um sentimento misto, por um lado estamos tristes, a Liga Europa era um objetivo, por outro lado, sabemos que fizemos um grande jogo. Tivemos muitas oportunidades, mas não marcamos um segundo golo para igualar a eliminatória.”

O que falta jogar esta época

“Estamos juntos e na luta pelos objetivos que ainda faltam. É o futebol, ninguém sabe o que se vai passar. Podemos planificar tudo, mas, depois, dentro de campo, as coisas mudam. Se calhar, se viéssemos de Madrid com um golo as coisas poderiam ter sido diferentes. Mas pronto, já está. Estou muito orgulhoso deste grupo.”

Não tenho dúvidas da qualidade que temos. Trabalhámos bem e fomos pressionantes, só faltou o segundo golo. Quero agradecer aos adeptos pelo apoio."

O campeonato, sim, mas a meia-final da Taça com o FC Porto

"Será a nosso favor, jogamos em casa, com o nosso público, penso que vai estar o estádio cheio como hoje. Vamos trabalhar, temos o jogo com o Belenenses, depois o FC Porto para fazer uma boa meia final e chegar à final. É um dos objetivos. Temos de ganhar tudo."