Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Jesus: "O Simeone pôs o Atlético ao nível das duas grandes equipas de Espanha. Foi o meu pensamento quando vim para o Sporting"

No meio dos muitos elogios à forma como a equipa jogou e batalhou, e como o Atlético de Madrid "estava com dificuldade em perceber" como o Sporting jogava, Jorge Jesus, após a vitória por 1-0 contra os espanhóis, ainda disse chegou ao clube a pensar fazer o mesmo que o treinador argentino fez, nos últimos sete anos, no clube da capital espanhola

Expresso

Gonzalo Arroyo Moreno

Partilhar

O jogo e o esforço da equipa

"Faltou o segundo golo, como é óbvio. Fizemos um grande jogo, 70 minutos de grande qualidade. Na primeira parte, o Atlético teve alguma dificuldade em perceber como estávamos a jogar, criámos superioridade numérica em todos os espaços onde estava à bola. Mudámos um pouco o sistema e, de certa forma, surpreendeu a largura que demos ao jogo. Era importante marcarmos um golo na primeira parte. Nos últimos 15/20 minutos, foi preciso mexer, mas também não ajudaram a que a equipa melhorasse a intensidade de jogo.

Parabéns aos jogadores. Foi a primeira derrota do Atlético de Madrid na Liga Europa. O Sporting mostrou, contra uma grande equipa, e sem três ou quatro jogadores que são primeiras soluções."

O jogo de Fredy Montero

"Mas tenho que destacar que o Montero entrou e fez um grande jogo do ponto de vista coletivo e individual. Fez um grande golo e não se notou grande diferença."

Os muitos jogos nas pernas

"Saímos de forma inglória. Sentimos que se passámos esta equipa tínhamos todas as possibilidades de estarmos na final, porque esta equipa e o Arsenal são, destacadamente, as melhores. O que posso dizer mais? Já são 53 jogos, é muita jogo, alguns já começam a cair. Hoje foi o Mathieu."

"O campeonato está difícil, como estava difícil antes deste jogo. Sempre apostámos as fichas todas nesta competição. Saímos fora com uma grande equipa e um grande jogo. Ficamos contentes moralmente, com a sensação de saímos com uma grande equipa e de termos voltado a pôr o Sporting na Europa com muita qualidade."

A meia-final de quarta-feira, contra o FC Porto

"Vamos querer sempre, como hoje quisemos. Mas, no sábado, já estás a jogar, depois na quarta-feira outra vez. Esta identidade é importante para o Sporting, o chegar a abril e ainda estar a disputar estas competições, é assim que se cria mentalidade de campeão. Faz parte do crescimento de uma equipa."

Os elogios de Simeone

"Mas ele também é. O Simeone revolucionou o Atlético de Madrid, quando chegou o Atlético não contava, contava o Barcelona, o Real Madrid e o Valência. Fez com que hoje o Atlético esteja ao nível das duas grandes equipas de Espanha. Quando vim para o Sporting, o meu pensamento foi esse."