Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Aos 28 anos, Bas Dost anuncia que não joga mais pela Holanda: “Nunca me correu bem na seleção, não sei porquê”

Avançado do Sporting não joga mais partidas internacionais pela sua seleção. "Já há algum tempo que tinha a ideia de deixar de jogar pela Holanda”, admitiu ao jornal Algemeen Dagblad

Expresso

VI-Images/Getty

Partilhar

A Holanda é conhecida pela Laranja Mecânica, mas para Bas Dost sempre foi uma laranja um pouco amarga. E por as coisas nunca lhe terem corrido bem na seleção, o avançado do Sporting decidiu renunciar a sua equipa nacional, com apenas 28 anos e numa altura em que era frequentemente chamado, nomeadamente nas primeiras convocatórias do novo selecionado, Ronald Koeman.

“Já há algum tempo que tinha a ideia de deixar de jogar pela seleção”, admitiu o jogador ao jornal holandês Algemeen Dagblad. O facto de sempre ter sido um jogador discutido e colocado em causa na Holanda acabou por ser um factor de desgaste, com o ponta de lança a sublinhar que não consegue encontrar razões para o facto de nunca ter sido feliz com a camisola laranja. “Nunca correu bem na seleção, não sei porquê. Mas chegou o momento em que disse ‘não dá mais’. Simplesmente não funciona”.

Em 18 jogos pela Holanda, Bas Dost marcou apenas por uma ocasião. Foi convocado para os últimos jogos da seleção holandesa e depois de ser titular frente à Inglaterra, nem sequer entrou no jogo seguinte, frente a Portugal. “É difícil entender porque é que não resultou. Na semana anterior ao jogo contra a Inglaterra marco um golo e faço uma assistência contra o Rio Ave. Se compararem isso com aquilo que fiz no jogo com a seleção, vêem um jogador completamente diferente”, lamentou.

Ao mesmo jornal, Ronald Koeman confirmou a decisão de Bas Dost, que o avançado lhe comunicou atempadamente: “O Bas contou-me pessoalmente e eu achei isso muito bonito. Lamento que ele tenha decidido parar, eu via nele alguém com lugar na seleção holandesa. Mas respeito a escolha que ele fez, entendo que é algo que ele sente já há algum tempo”.