Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Bruno de Carvalho responde a Jesus. "Tinha pedido internamente para não comentarem o caso"

Presidente do Sporting comentou na Sporting TV as declarações do técnico Jorge Jesus sobre a publicação feita no Facebook pelo pai de Bruno de Carvalho a seguir ao jogo dos leões com o Benfica.

Expresso

MÁRIO CRUZ / LUSA

Partilhar

Bruno de Carvalho não gostou de ouvir Jorge Jesus comentar a publicação que o seu pai, Rui de Carvalho, fez no Facebook depois do jogo do Sporting com o Benfica, que acabou empatado a zero.

Nesse texto, o pai do presidente do Sporting questionava se não seria necessário "aumentar o salário do treinador" para que a equipa vencesse.

"Será necessário aumentar o ordenado do treinador? Era um jogo da maior importância por todas as razões e não vi a equipa fazer o que esperava dela para ganhar como era tão necessário para o Sporting", escreveu Rui de Carvalho.

Este sábado, em conferência de imprensa, Jorge Jesus não devolveu a bola quando lhe pediram para comentar o caso: "O pai do presidente do Sporting também é sócio do Sporting e tem direito a ter uma opinião. O meu presidente é Bruno de Carvalho e tenho a certeza que não se revê naquilo que o pai disse. É normal pai e filhos não estarem de acordo".

Mais tarde, na Sporting TV, Bruno de Carvalho decidiu voltar ao tema para responder ao técnico. O presidente do Sporting referiu que tinha pedido para que o tema não fosse alvo de comentários.

"[Jorge Jesus] tem o direito de ter a sua opinião. Tinha pedido internamente para não comentarem o caso e tenho pena que o comentem", respondeu o presidente do Sporting.

Bruno de Carvalho também não deixou passar a oportunidade para enviar recados a algumas figuras próximas do técnico: "Não estou muito de acordo com o que o meu pai disse, é um facto, mas tenho orgulho por ser meu pai, pelo menos deu a cara. Jorge Jesus também não gosta das alarvidades de Octávio Machado, Rui Santos e João Bonzinho, apesar de serem amigos, irmãos como ele diz. De certeza que não se revê nessas alarvidades e mentiras", frisou.

Na entrevista dada este fim de semana ao Expresso o presidente do Sporting abordou o episódio da publicação no Facebook que detonou uma "bomba" no balneário do Sporting depois do jogo com o Atlético de Madrid, referindo também o modo como Jorge Jesus geriu o processo. "Bem", na opinião do líder leonino, na condição de Jorge Jesus não ter conhecimento do que foi saindo na comunicação social a reboque do caso.

"Acha que um treinador permitiria aquilo que os jogadores fizessem aquilo que se escreveu ao seu presidente?", questionou para à frente acrescentar: "porque se fosse verdade era gravíssimo".

Nesta entrevista Bruno de Carvalho garantiu também que a próxima época já está a ser preparada com Jorge Jesus. O "Correio da Manhã" deste sábado garantia que há uma cisão entre o presidente e o técnico leonino e que a saída de Jesus será forçada, mas o treinador não aceitará sair sem que lhe seja pago o ano de contrato que tem por cumprir.

O Sporting fecha o campeonato este domingo, na Madeira, num jogo de caráter decisivo para a garantia do segundo lugar que dá acesso à terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões. O encontro está marcado para as 18h00.