Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Mesa da assembleia geral do Sporting e 5 membros do conselho fiscal demitem-se

Aumenta a pressão sobre Bruno de Carvalho

Expresso

Armando Franca

Partilhar

A mesa da assembleia geral do Sporting apresentou a demissão em bloco, esta quinta-feira. A notícia foi confirmada à Lusa pelo próprio presidente, Jaime Marta Soares, um dia após o mesmo dirigente do clube de Alvalade revelar que iria entregar uma proposta ao Conselho Fiscal para instaurar um processo disciplinar a Bruno de Carvalho, presidente dos leões.

A Tribuna Expresso confirmou, entretanto, que cinco membros do Conselho Fiscal também apresentaram as suas demissões, o que significa que todo o orgão cai.

O presidente do Conselho Fiscal, Nuno Silvério Marques, assim como o vice-presidente Vicente Caldeira Pires e os vogais Vítor Manuel Bizarro Vale, Miguel Almeida Fernandes e Nuno Miguel Santos foram os membros que já se demitiram.

A mesa da assembleiageral do Sporting é composta pelo presidente Jaime Marta Soares, pela vice-presidente Eduarda Proença de Carvalho e pelos secretários Miguel de Castro, Luís Pereira e Tiago Abade.

Se renunciarem sete dos 13 membros eleitos do conselho diretivo, Bruno de Carvalho cai da presidência do clube. Neste momento, ao que a Tribuna Expresso apurou, restam sete.

Eis o comunicado emitido pelo Conselho Fiscal do Sporting:

"Na sequência dos factos ocorridos recentemente no Sporting Clube de Portugal e em particular os desta semana, vêm os membros do Conselho Fiscal subscritores, comunicar o seguinte:

Temos acompanhado com preocupação os factos ocorridos e que em nada dignificam a história, a imagem e os interesses do Sporting Clube de Portugal;

Analisamos os poderes que nos foram conferidos pelos Estatutos do Sporting Clube de Portugal, de molde a podermos ter uma intervenção que permitisse retirar o nosso Clube da situação insustentável em que o mesmo se encontra;

Estatutariamente a resolução passará sempre por uma de três situações: renuncia ao cargo por parte do Presidente Conselho Diretivo, renuncia ao cargo por parte da maioria dos membros do Conselho Diretivo ou convocação de uma Assembleia Geral para a revogação do mandato.

Como para cada uma das situações atrás referidas este Conselho Fiscal, não tem competências estatutárias, entendemos em reunião ocorrida hoje, que não pretendemos contribuir para o problema, antes pretendemos o melhor para o Sporting Clube de Portugal, pelo que os membros subscritores do presente comunicado apresentam hoje, ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral a sua renúncia.

Tendo em conta os superiores interesses do Sporting Clube de Portugal, que são e sempre foram a nossa maior preocupação, apelamos a que o Presidente e os restantes membros do Conselho Diretivo apresentem a sua renúncia ao cargo de forma a permitir a marcação imediata de eleições.

Viva o Sporting!

Lisboa 17 de Maio de 2018"