Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Patrocinador rescinde contrato com o Sporting: "É uma vergonha continuarem a prejudicar o clube, envergonhar os patrocinadores"

A empresa Grupovarius, patrocinador do judo do Sporting, anunciou que não pretende continuar ligada ao clube, pela "arrogância e prepotência" de uma direção que deveria demitir-se, alegam: "É uma vergonha continuarem a prejudicar o clube, envergonhar os patrocinadores, apoiantes, sócios e adeptos, e não perceberem que a possibilidade da falência da SAD é uma realidade muito próxima"

Expresso

Partilhar

Bruno fica, um patrocinador sai. A empresa Grupovarius anunciou "que irá desencadear os mecanismos legais de forma a desvincular-se como principal sponsor do judo do Sporting Clube de Portugal", depois da direção leonina ter decidido manter-se em funções, quinta-feira à noite.

"A comissão executiva do Sporting clube de Portugal deveria ter-se demitido, elevando assim os superiores interesses do clube e dos sócios", lê-se no comunicado publicado na página de Facebook da empresa. "Uma vez que isso não sucedeu e a arrogância e prepotência falaram mais alto, não existem condições para continuar ligados a uma imagem de violência, escândalos e incongruências."

A empresa lamenta a forrma "ligeira" como Bruno de Carvalho se referiu às agressões em Alcochete e contrasta-a com as palavras proferidas na conferência de imprensa da direção, quinta-feira à noite.

"Falam sobre atenuantes que existiram sobre potenciais expulsões de sócios? Com que objectivo? O discurso foi completamente inapropriado para o actual momento, relevando assim todos os acontecimentos gravíssimos, em prol da incoerência absurda nas palavras e conteúdo, e que jamais acreditei ser possível alguém proferir", lê-se no comunicado, assinado pelo presidente executivo Alexandre Cavalleri.

"É uma vergonha continuarem a prejudicar o clube, envergonhar os patrocinadores, apoiantes, sócios e adeptos, e não perceberem que a possibilidade da falência da SAD é uma realidade muito próxima", acrescenta.

Alexandre Cavalleri aproveita também para pedir desculpa por ter feito parte da comissão de honra da candidatura de Bruno de Carvalho: "Peço humildemente desculpa a todos os sportinguistas, por não ter tido a visão nem o discernimento de perceber que a minoria tinha razão, em razão ao actual Presidente, que a única coisa que sabe fazer é ofender desde o Presidente da República ao anónimo e desconhecido. Como sócio com o número 10.384 tenho uma enorme vergonha do actual momento e vejo um futuro muito negro."