Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Porta-voz de Bruno de Carvalho desafia Marta Soares: "Não pode hesitar em dizer tudo o que sabe do presidente e considera tão vergonhoso"

Fernando Correia passou anos e anos a ser jornalista da TSF, já era colaborador da Sporting TV e, agora, falou pela primeira vez como porta-voz de Bruno de Carvalho, cargo no qual foi anunciado esta semana e urgiu o presidente da mesa da Assembleia-Geral do clube a dizer tudo o que sabe sobre o líder do clube: "Sendo ele o garante dos sócios e da verdade perante os sportinguistas, tem a obrigação de o dizer"

Expresso

O jornalista Fernando Correia

Nuno Botelho

Partilhar

O Sporting anunciara, para as 17h, um briefing para a comunicação social com Fernando Correia, o recém-nomeado porta-voz de Bruno de Carvalho. A sessão começou com mais de 20 minutos de atraso e, entre a leitura de um papel e palavras improvisadas, o novo funcionário da estrutura leonina revelou que o clube vai tornar pública a ata que resultou da reunião, de quinta-feira, entre os órgãos sociais e o Conselho Diretivo - e, dessa forma, os sócios "virão a saber tudo, mas mesmo tudo, sobre tudo o que ali se passou".

Fernando Correia informou que a ata será enviada a todos os sócios do Sporting, além de disponibilizada nos canais oficiais do clube, justificando a decisão: "Os sócios são e serão, sempre, o património mais importante do clube e têm o direito à total transparência de informação, nos pontos relevantes da vida do clube".

O porta-voz de Bruno de Carvalho desafiou, ainda, Jaime Marta Soares, presidente da mesa da Assembleia-Geral do Sporting, a desvendar "as coisas" que diz saber sobre o presidente leonino e que "até o envergonham". Na quinta-feira, à saída da reunião entre os órgãos sociais do clube, Marta Soares afirmou ter "vergonha de um dia dizer as coisas" que sabe sobre o líder do leões. Como resposta, Fernando Correia argumentou que Marta Soares "não pode nem deve hesitar em dizer tudo o que sabe do presidente e considera tão vergonhoso", pois "os sócios têm o direito de saber tudo e Jaime Marta Soares tem a obrigação de o dizer".

Fernando Correia informou, igualmente, que Bruno de Carvalho e "o restante Conselho Diretivo" irão realizar três sessões de esclarecimento junto dos sócios em Lisboa, em Faro e no Grande Porto. A primeira sessão será já este domingo, no Pavilhão João Rocha, a partir das 19h, para que "os sócios possam esclarecer, sem quaisquer constrangimentos, quaisquer dúvidas que possam ter".

Outros excertos das declarações de Fernando Correia:

"O presidente Bruno de Carvalho foi acusado pelo presidente da mesa da Assembleia-Geral [MAG], Jaime marta Soares, de ter recusado tudo. O que significa, então, esse tudo? Devo aqui destacar que o presidente da MAG pediu de forma reiterada uma coisa: que a direção se demitisse ou, então, que ficasse a gerir o clube por um período de 60 dias até à realização de eleições. Esses pedidos foram recusados, mas pelas razões que o presidente já explicou detalhadamente."

"No entanto, destaco uma: há muitos anos que as eleições se realizam no mês de março. Nessa altura do ano não se coloca em causa o normal funcionamento das épocas de futebol. Essa possibilidade nunca foi colocada em cima da mesa. O que chegou a ser proposto pelo presidente da MAG, na reunião de dia 21, mas depois retirado sem qualquer explicação, foi a marcação de eleições no imediato, para a MAG e para o Conselho Fiscal e Disciplinar. Recusar esses pedidos não é o mesmo que recusar tudo."

"O presidente da MAG confrontou Bruno de Carvalho e os restantes membros com outras hipóteses? Com outras soluções? Sim, de facto sim, com a decisão que já trazia da algibeira: se não se demitem, ou aceitam eleições no prazo de 60 dias, convoco uma Assembleia-Geral extraordinária para os demitir."

"Diz também que o presidente do Sporting mentiu. Se fosse o momento para fazer jogos de palavras não estaria aqui. Se o Conselho Diretivo se demitisse, como seria assegurado o normal funcionamento do Sporting até à tomada de posse dos novos órgãos sociais? Seria assegurado por uma comissão de gestão, a ser nomeada pelo presidente da MAG, conforme deriva dos estatutos."

"O presidente da MAG disse que sabia muita coisa sobre Bruno de Carvalho, coisas que até o envergonham. Bom, sendo ele o garante dos sócios e da verdade perante os sportinguistas, e tendo conhecimento de coisas tão vergonhosas, não pode nem deve hesitar em dizer tudo o que sabe do presidente e considera tão vergonhoso. Os sócios têm o direito de saber tudo e Jaime Marta Soares tem a obrigação de o dizer."

"A bem do tal esclarecimento, resta-me informar do acordo ocorrido ontem, em reunião. A ata dessa mesma reunião vai começar a ser enviada hoje para todos os sócios do Sporting Clube de Portugal e colocada em todas as plataformas de comunicação do clube. Lendo esse documento, os sócios virão a saber tudo, mas mesmo tudo, sobre tudo o que ali se passou. Os sócios são e serão, sempre, o património mais importante do clube e têm o direito à total transparência de informação, nos pontos relevantes da vida do clube."

"Esta direção vai continuar a trabalhar com a comissão executiva da SAD para manter o rumo certo o crescimento do clube e reduzir, ao mínimo, as consequências nefastas do anúncio da AG de destituição. Para garantir o normal funcionamento do clube e da SAD, sem prejudicar as modalidades que ainda estão em competição, e a preparação da próxima época do futebol e das restantes 54 modalidades do clube."