Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

“Claro que não podemos aceitar de ânimo leve estes insultos, mas na altura própria faremos valer os direitos da defesa do nosso bom nome”

Jaime Marta Soares, presidente da mesa da assembleia geral, deu esta quiinta-feira uma conferência de imprensa para defender-se das palavras de Bruno de Carvalho e ainda para garantir que haverá dias melhores no Sporting

Expresso

M\303\201RIO CRUZ

Partilhar

Jaime Marta Soares deu esta tarde uma conferência de imprensa, a dois dias da assembleia geral do Sporting, respondendo à publicação de Bruno de Carvalho no Facebook, que garantia que o clube está a viver “um ato de terrorismo similar ao que aconteceu na academia. O presidente da mesa da assembleia geral garantiu ainda imparcialidade para sábado e adivinha dias melhores para o clube.

“Claro que não podemos aceitar de ânimo leve este tipo de insultos, mas na altura própria faremos valer os direitos da defesa do nosso bom nome”, disse sobre o ataque de BdC, aqui citado pelo Record. “O meu bom nome terá de ser devidamente defendido e quem não teve respeito terá de sujeitar-se àquilo que a Justiça decida sobre essa matéria.”

Sobre o que vai acontecer no sábado, Marta Soares preferiu distanciar-se e agarrar-se aos estatutos. “Nós não nos vinculamos a qualquer emoção, as nossas palavras correspondem ao que pensamos, fundamentadas no cumprimento dos estatutos. Não por qualquer intenção nossa”, disse, informando que sábado talvez nem exerça poder de voto, “para verem que a imparcialidade chegou ao limite”.

Quanto a futuro do clube, Jaime Marte Soares acredita que tudo será ultrapassado. “Costuma dizer-se que depois da tormenta vem a bonança. Acredito que sim. Sou um homem de esperança e a esperança veste de verde. Tudo isto será ultrapassado. Tenho 55 anos de sócio e cada vez me sinto mais orgulhoso de o meu pai me ter feito sócio.”