Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Bruno de Carvalho sai e não se recandidata se a assembleia geral decorrer de forma "fidedigna"

A dois dias da Assembleia Geral, que vai decorrer na Altice Arena, o dirigente leonino lançou um desafio ao presidente da Mesa, Jaime Marta Soares, para que "tudo decorra na total normalidade"

Lusa

Partilhar

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, afirmou nesta quinta-feira que abandona o clube caso os sócios votem a favor da sua destituição, mas só no caso de a Assembleia Geral, agendada para sábado, decorrer de forma "fidedigna".

"Se receber um não e tudo naquela Assembleia Geral for fidedigno, não só não meto mais lá os pés, como escusam de me expulsar de sócio, porque não me recandidato. A única coisa que vou pedir é alguém que me vá lá buscar as coisas ao escritório", afirmou Bruno de Carvalho, em declarações à Sporting TV.

A dois dias da Assembleia Geral, que vai decorrer na Altice Arena, o dirigente 'leonino' lançou um desafio ao presidente da Mesa, Jaime Marta Soares, para que "tudo decorra na total normalidade".