Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

"Querem guerra. Eu compro." Bruno de Carvalho insurge-se contra o "homem do tremoço" e anuncia: "Vou a eleições"

Presidente destituído do Sporting reage à nomeação de Sousa Cintra para presidente da SAD e volta a escrever um post furioso no Facebook. E explica por que motivo vai à "luta", mesmo que tenha o "ordenado congelado"

MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA

Partilhar

Bruno de Carvalho afirma que é um homem ferido mas apaixonado e num post no Facebook com múltiplos pontos de exclamação, às vezes quatro consecutivos no fim das frases, explica que tomou uma decisão por amor: "Vou a eleições. Vamos ver quem vence. Se são a maioria dos sócios ou os 'podres' e os Viscondes! Eu vou à luta! Por muito que me queira afastar, não consigo! Bem sei o que disse amargurado, traído, ferido, que não queria ser mais adepto nem sócio, mas NÃO consigo... Amo-te Sporting CP e quero continuar a acreditar num Sporting CP sem Viscondes ou com eles remetidos ao seu lugar: calados!!!".

Bruno de Carvalho faz ainda algumas questões, com pontos de interrogação consecutivos à semelhança das exclamações, e sobre a nomeação de Sousa Cintra para presidente da SAD escreve assim: "Calma. O homem do tremoço vai ser Presidente do quê? Da SAD??? Chega!!!! Se é assim que o Torres Pereira [líder da comissão de gestão do Sporting] quer então vou à luta! Não Sousa Cintra, não és o Presidente da SAD pois para isso tens de passar por muitos passos".

Bruno de Carvalho refere que "até que os sócios" o "abandonem em definitivo" quer "acreditar que pode existir um Sporting CP renovado e sem Viscondes", colocando um ponto de exclamação a seguir a "Viscondes". "Eu bem queria mas não consigo. Eu fico com o ordenado congelado, sem receber nada de nada, mas vou à luta pelos milhares que não querem mais os Viscondes ou aqueles que querem assaltar o Sporting CP! Eu posso perder mas sim: não vou desistir!"

Finalmente, o presidente destituído revela que ficou furioso com a conferência de imprensa em que foi anunciado o nome de Sousa Cintra. "Esta conferência de imprensa tirou-me do sério! Abutres arrogantes..."