Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

Sousa Cintra assume presidência da SAD do Sporting

Comissão de gestão aponta sucessor interino de Bruno de Carvalho. Nas primeiras declarações depois de assumir funções, Sousa Cintra falou sobre a questão dos jogadores que rescindiram e do treinador

Partilhar

Sousa Cintra está de regresso ao poder no Sporting. O ex-presidente do clube volta a ser presidente mas agora da SAD, na sequência da destituição de Bruno de Carvalho.

"O Sporting vai lutar para ser campeão, jogadores é assunto para falar depois", disse Sousa Cintra nas primeiras declarações depois de ter sido nomeado, este domingo. "O Sporting não se vai afundar", prosseguiu na conferência de imprensa marcada para o efeito. "Vamos dar alegrias, bom futebol, equipa forte, vamos entrar neste campeonato a lutar para sermos campeões. É um desafio difícil mas não impossível. Na primeira vez que cheguei ao clube, a situação também era muito difícil."

Depois de repetir vários vezes que "dos fracos não reza a história", Sousa Cintra disse que pretender "honrar os compromissos com os jogadores todos", depois de questionado sobre os futebolistas que rescindiram alegando justa causa. Sobre Sinisa Mihajlovic, escolhido por Bruno de Carvalho para suceder a Jorge Jesus, Sousa Cintra não foi absolutamente claro sobre o futuro do treinador, remetendo mais explicações para um momento posterior.

Sousa Cintra sustentou que era sua obrigação "dar um contributo ao Sporting", explicando que não se vai candidatar nas próximas eleições - o objetivo, diz, é deixar para o presidente que vencer essas eleições uma equipa capaz de lutar pelo título. "O Sporting vai continuar a ser grande e se possível ainda maior", referiu. "Vou fazer os possíveis e impossíves para que tudo corra bem."

A comissão de gestão confirmou que foi pedida uma auditoria forense às contas do clube e à gestão anterior.