Tribuna Expresso

Perfil

Sporting

O filho que à casa torna: José Peseiro será o novo treinador do Sporting

O homem que ficou associado à fatídica semana da época 2004/05, na qual deixou fugir o campeonato e perdeu a final da Taça UEFA, em Alvalade, vai regressar ao Sporting. O escolhido pelo interino Sousa Cintra para treinar os leões é José Peseiro, confirmou a Tribuna Expresso junto de fonte do clube de Alvalade

Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Foi uma daquelas semanas que engolem tudo o resto que uma pessoa fez, e tudo o que ainda poderia fazer. Primeiro, ir à Luz e de lá sair sem a vantagem que se tinha na frente do campeonato, depois, discutir a Taça UEFA em Alvalade - ou seja, jogar uma final europeia na própria casa. Numa semana de maio de 2005, a penúltima da época, o Sporting perdeu ambos os jogos e, com eles, a hipótese de fechar uma temporada que seria de sonho.

O treinador era José Peseiro.

Apesar da aura negra e da etiqueta da qual nunca, realmente, se conseguiu descolar, é José Peseiro, sabe a Tribuna Expresso, o homem escolhido para treinar a equipa de futebol dos leões, nesta que é a fase mais instável no clube desde a sua saída.

Treze anos após a sua saída, e depois de viajar pela Arábia Saudita, a Roménia, os Emirados Árabes Unidos - e entre passagens por Sporting de Braga, FC Porto e Vitória de Guimarães - José Peseiro vai regressar ao Sporting.

O técnico foi escolhido por Sousa Cintra, o presidente da SAD do Sporting que permanecerá, interinamente, em funções até 8 de setembro, data para a qual foram agendadas novas eleições para o Conselho Direito dos leões. Quem quer que seja o novo líder eleito (até ao momento, os candidatos confirmados são Frederico Varandas e Fernando Tavares Pereira).

José Peseiro, 58 anos, teve a sua última experiência há meses, quando orientou o Vitória de Guimarães nos derradeiros 10 encontros desta temporada. Logrou quatro vitórias. Antes, repartiu 21 jogos entre duas épocas no Al Sharjah, dos Emirados, onde chegou vindo de uma época incompleta no Braga. Em 2015/16, já aterrara de emergência no FC Porto, para conduzir a equipa até ao fim da época assim que o clube terminou a relação com Julen Lopetegui.

Em títulos, José Peseiro conta com uma Taça da Liga, conquistada com o Sporting de Braga, em 2016/17, a par das honras de um campeonato egipcío com o Al Ahly (2015/16) e de uma Segunda Liga vencida com o Nacional da Madeira (1999/00).

E, provavelmente, os únicos títulos que os adeptos do Sporting recordarão, com a notícia do regresso de Peseiro ao clube, são os que o clube não venceu com o treinador aos comandos.

  • Peseiro e a casa às costas: “Tenho um pombal e adoro corridas de touros e de cavalos”

    A casa às costas

    José Peseiro, licenciado em Educação Fisica, com mestrado em Desporto, foi professor universitário depois de ser um jogador de futebol pouco reconhecido, mas é como treinador que se sente realizado. Amante confesso de todos os desportos, tem um pombal, é aficionado das touradas (a semana passada esteve em Madrid a assistir a quatro corridas) e anda derretido com a neta. Homem de família, tem o filho a trabalhar com ele desde o Egito (faz parte do gabinete de observação e scouting dos clubes por onde tem passado) e lamenta estar há tanto tempo fora de Portugal, o país que, para ele, continua a ser o melhor de todos. Desde 2003 até agora, além dos portugueses Sporting, FC Porto e Sp. Braga, treinou o Al Hilal, Panathinaikos, a seleção da Arábia Saudita, o Al Wahda, Al-Ahly e esta época o Al Sharjah. Este é o segundo episódio de “A Casa às Costas”