Tribuna Expresso

Perfil

  • O mundial de surf vai ter uma etapa num rancho a 200 quilómetros do mar

    Surf

    Na próxima época, o circuito mundial de surf masculino e feminino vão ter uma etapa em Leemore, na Califórnia, que fica a 200 quilómetros do Oceano Pacífico. Como? Kelly Slater construiu lá uma onda artificial e a World Surf League decidiu, de vez, colocar os surfistas a competirem lá. E optou, também, por não trazer as melhores surfistas a Cascais em 2018

  • Gabriel Medina, o voador que aterrou em Peniche

    Surf

    O brasileiro que tentou uma manobra aérea em todas as ondas da final venceu o Meo Rip Curl Pro, na praia de Supertubos. Gabriel Medina ganhou a etapa portuguesa pela primeira vez, derrotando Julian Wilson, escalou até ao segundo lugar do ranking e adiou a decisão do título mundial para o Havai

  • Perdemos o Kikas, mas temos lá um português (que é bodyboarder) há anos no circuito

    Surf

    Frederico Morais foi eliminado na terça-feira, mas João Kopke descobriu outro português que anda no circuito há mais tempo do que ele: é Vasco Figueiredo, o cameraman que é bodyboarder e já lá anda há cinco anos. João Kopke é um surfista profissional, mas não está em Peniche para competir na etapa do circuito mundial de surf - vai lá à caça de histórias para contar na Tribuna Expresso.

  • Os murros de Frederico Morais no fim

    Surf

    Acabou sentado na prancha e a dar murros furiosos na água enquanto soava a buzina para o fim da bateria. Frederico Morais, único surfista português no circuito mundial de surf, foi eliminado do Meo Rip Curl Pro, em Peniche, por Mick Fanning, à quinta ronda

  • Kikas, o repescado, vai surfar contra Mick Fanning

    Surf

    O português foi derrotado por Kanoa Igarashi e Josh Kerr na quarta ronda, em Peniche, mas bom desta derrota é que ainda não perdeu tudo. Frederico Morais ficou em último lugar do seu heat e foi repescado para a quinta ronda, onde os perdedores têm uma derradeira hipótese de continuarem vivos na prova

  • O que raio fazem os surfistas quando não há competição? (onde se fala de turismo, vinho e de tostas mistas)

    Surf

    Segunda-feira não houve competição em Supertubos, o chamado lay day. Houve profissionais a aproveitarem para visitar Óbidos, outros a ponderarem gastar três mil euros numa garrafa de vinho e quiçá alguns a fazer fila para comer uma tosta mista. João Kopke é um surfista profissional, mas não está em Peniche para competir na etapa do circuito mundial de surf - vai lá à caça de histórias para contar na Tribuna Expresso.

  • Os adversários de Kikas: um australiano quase reformado e um japonês que é americano - e quase português

    Surf

    Josh Kerr é um australiano de 33 anos que no final da ronda anterior admitiu estar a pensar retirar-se do circuito. Kanoa Igarashi tem 20, é uma das promessas do tour e está com os pais, o irmão, a namorada (portuguesa) e os amigos em Peniche. Ou seja, está em casa. E são estes dois surfistas a quem Frederico Morais tem de vencer na ronda (terça-feira, a partir das 9h) em que ninguém perde. Como assim?

  • Na areia com o povo

    Surf

    Entre os experts, um dos muitos grupos de miúdos de 12 anos e os leigos que se esforçam por entender o que se passa dentro de água. Ao segundo dia de competição em Peniche, João Kopke escreve sobre como é estar na areia, no meio da multidão. João Kopke é um surfista profissional, mas não está em Peniche para competir na etapa do circuito mundial de surf - vai lá à caça de histórias para contar na Tribuna Expresso.

  • Tozé: o político que é amigo dos surfistas vai ter muitas saudades disto

    Surf

    António José Correia, Tozé para os amigos e para quase toda a gente, deixou de ser presidente da Câmara Municipal de Peniche no dia em que arranca a nona edição do Meo Rip Curl Pro. Na véspera, entre abraços, selfies, fotografias e conversas, arranjou um tempo para nos dizer que mesmo indo assistir à prova, pela primeira vez do lado de fora, está “felicíssimo”

  • Kikas: uma questão de buzinas

    Surf

    O surfista preferido da multidão que, no domingo, voltou a encher a praia de Supertubos, teve um dia bom, mas também azarado: os dois heats de Frederico Morais coincidiram com fases moles e frouxas do mar. Mas, mesmo com um susto causado pela buzina que assinalou o fim da sua bateria, ele "tinha a certeza que não tinha feito nada de mal". Não fez e já está na quarta ronda

  • Frederico Morais e os 5.03 da frustração

    Surf

    Na gelada manhã de domingo, Frederico Morais garantiu a presença na terceira ronda em Peniche, mas num heat em que esteve à volta de 15 minutos sem apanhar uma onda e acabou com uma pontuação que, aos olhos oficiais, é apenas razoável. A culpa? É do mar

  • Está tudo maluco

    Surf

    Ondas grandes, sim, ondas perfeitas, não. O primeiro dia de campeonato em Supertubos teve um mar " do or die" e um Vasco Ribeiro a acabar com a melhor onda do dia. João Kopke é um surfista profissional, mas não está em Peniche para competir na etapa do circuito mundial de surf - vai lá à caça de histórias para contar na Tribuna Expresso.

  • As coisas boas de Supertubos, as más e a que Strider gostava de ter estado a fazer

    Surf

    Strider Wasilewski é um comentador da WSL e uma das vozes, e caras, mais ouvidas e vistas para quem acompanha as etapas do circuito mundial de surf. O americano passa o primeiro dia do Meo Rip Curl Pro, em Peniche, dentro e fora de uma tenda e não dentro de água, a comentar o que se passa sentado numa prancha: "É quem eu sou. Para mim é mais natural estar dentro de água, é mais desafiante ter que fazer entrevistas ou comentário aos heats"

  • A repetição de John John

    Surf

    O surfista havaiano pode sagrar-se campeão mundial pela segunda vez nas mesmas ondas, em Peniche. E falou à Tribuna Expresso antes de a etapa portuguesa do circuito mundial de surf

  • João Kopke:o surfista infiltrado

    Surf

    João Kopke é um surfista profissional que não vai competir em Peniche, na etapa do circuito mundial de surf, mas lá vai andar à caça de histórias para contar, aqui, na Tribuna Expresso

  • João Kopke: o surfista infiltrado

    Surf

    João Kopke é um surfista profissional, mas não vai a Peniche para competir na etapa do circuito mundial de surf - vai lá à caça de histórias para contar na Tribuna Expresso

  • Joana Schenker, a campeã do mundo: “Agora vou estar mais tranquila, já mostrei a mim mesma que é possível”

    Entrevistas Tribuna

    Ser tetracampeã nacional, depois europeia, e a primeira portuguesa campeã mundial. Quem tiver um mês como Joana Schenker teve ponha o braço no ar. Ela conseguiu a proeza este domingo, na Nazaré, onde chegou nervosa e ansiosa pela pressão do momento de poder garantir o título, e de onde saiu surpresa com ela própria: "Não por achar que não era capaz, mas por não pensar que as coisas se iam compor tão rapidamente"

  • O bom rapaz

    Surf

    Frederico Morais é o número 11 do ranking mundial de surf. É talvez o melhor surfista nacional de sempre e pode ser a aposta para os Jogos Olímpicos de 2020. Retrato de um cavalheiro à entrada para um mês louco de ondas em Portugal

  • Após dias e dias de espera, “Eu Amo Portugal” vence em Cascais

    Surf

    O Cascais Women's Pro esteve três dias parado, a aguardar que o mar se revoltasse com a inatividade e desse ondas às mulheres do circuito mundial de surf. Quando o oceano despertou, a australiana Nikki Van Dijk, que se desfez em amores por Portugal nas redes sociais, ganhou a final a Carissa Moore - e ajudou a tornar Sally Fitzgibbons ainda mais líder do ranking