Tribuna Expresso

Perfil

Surf

O heat da vida de Kikas: de uma assentada bateu John John e Fanning

Surfista português está nos quartos-de-final do Corona Open J-Bay, na África do Sul, após fazer melhor que dois campeões do Mundo na ronda 4. Com ondas de 9,60 e 9,47, Kikas diz que melhor era difícil

Expresso

CARLOS BARROSO

Partilhar

O cenário era o seguinte: para chegar aos quartos-de-final do Corona Open J-Bay, sexta prova do circuito mundial, Frederico Morais precisava de ultrapassar na ronda 4 Mick Fanning, três vezes campeão do Mundo e vencedor da prova sul-africana por quatro ocasiões e John John Florence, havaiano e atual campeão do mundo em título.

Mas no final, quem sorriu foi o rookie português, depois daquele que diz ter sido mais que provavelmente o heat da sua vida. Kikas abriu a bateria com uma onda de 9,60, à qual John John John respondeu com um perfeito 10, depois de ter arrancado com um 7,17. E com o havaiano à frente, Morais voltou a brilhar, fazendo uma onda de 9,47 que lhe deu o primeiro lugar no heat, com um total de 19,07 nas duas melhores ondas, superior aos 17,17 pontos de John John.

Já Mick Fanning foi último no heat, com ondas de 5,17 e 9,73.

A prova está agora suspensa, devido ao aparecimento de um tubarão nas águas de Jeffreys Bay, pelo que Frederico Morais, que já garantiu pelo menos o 5.º lugar, só ficará a conhecer o próximo adversário na quarta-feira.

“Foi muito provavelmente o melhor heat da minha vida. Não pode haver melhor que isto. Pontuações altas para todos, na ordem dos 9 pontos, enfim, o melhor dia da minha vida. Nos últimos heats não senti que estivesse a surfar ao meu melhor nível, mas sabia que neste heat tinha que ser perfeito e foi o que acabou por acontecer”, disse o surfista português à WSL, após o final da bateria.

É a segunda vez que Kikas chega aos quartos-de-final no seu ano de estreia no circuito mundial: conseguiu-o também no Rip Curl Pro Bells Beach, na Austrália.