Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

O jogo que Nadal e McEnroe pararam para que uma mãe encontrasse a filha

Um momento extraordinário

Partilhar

O momento era desportivamente solene: havia Moya, o grande McEnroe, Solbas e Nadal, num jogo marcado para a academia deste último, em Maiorca. Mas o jogo teve de parar, porque coração de atleta é sensível às causas das mães: uma mulher em pânico nas bancadas começou a perguntar desesperadamente pela filha desaparecida, o público deixou de querer saber do espetáculo no court para resolver o pânico materno - os jogadores pararam, o público chamou pelo nome da menina e a mãe reencontrou a sua mais que tudo. O povo levantou-se, aplaudiu; emocionou-se, celebrou. Nadal estava espantado e McEnroe, como grande rebelde que é, se não chorou foi quase. O vídeo explica tudo - foi no domingo, a história foi crescendo durante os dias que se lhe seguiram e é um momento raro com desfecho feliz.