Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Petra Kvitova foi assaltada em casa e esfaqueada numa mão

A tenista checa, antiga número dois do ranking mundial e vencedora, por duas vezes (2011 e 2014) do Grand Slam de Wimbledon, foi esfaqueada na mão esquerda (ela é canhota) por um assaltante que lhe entrou em casa

Diogo Pombo

Lintao Zhang/Getty Images

Partilhar

Era de manhã, antes das 9h, não sabemos se Petra Kvitova estava a dormir, acordada, na cama, no sofá ou onde seja. Mas foi bem cedo que um homem decidiu entrar-lhe em casa. Queria assaltá-la, talvez levar o que pudesse, o que fosse. A checa foi atacada. Não se ficou, tentou defender-se e, nessa tentativa, acabou por se magoar na parte do corpo que mais utiliza para fazer o mais gosta e lhe dá dinheiro na vida - a mão esquerda.

Petra Kvitova é tenista profissional, das boas, e acabava de ser ferida pela faca com que o assaltante estava armado, dentro de sua casa, em Prostejov, uma pequena cidade a 100 quilómetros de Praga, onde muitos tenistas checos vivem e treinam. A tenista sofreu cortes que lhe afetaram vários ligamentos na mão. “Fui atacada no meu apartamento por um indivíduo com uma faca. Numa tentativa de resistir, fiquei ferida na minha mão esquerda. Estou abalada, mas grata por estar viva”, escreveu Kvitova, esta terça-feira, na sua conta de Facebook.

A checa, de 26 anos, é a atual 11.ª melhor tenista do ranking WTA, tendo vencido o torneio de Wimbledon em 2011 e 2014. Os cortes que sofreu na mão esquerda - Kvitova é canhota - terão afetado vários ligamentos, escreveu o sport.cz, um site desportivo checo. Um porta-voz da polícia de Prostejov, citado pelo The Guardian, explicou que “um prevaricador não identificado entrou no apartamento através de um ardil”. Ou seja, terá planeado um esquema para enganar Kvitova.

O sport.cz avançou que, durante o início da manhã desta terça-feira, e de acordo com um relatório da polícia local, “vários técnicos” entraram e saíram do edifício onde está o apartamento da tenista - e que, alegadamente, se encontra a “distância visível” de uma esquadra de polícia. Ouviram-se algumas campainhas a tocar antes do incidente ser reportado às autoridades. O suspeito conseguiu fugir do apartamento e ainda se encontra a monte.

Além dos ferimentos causados a Petra Kvitova, o autor do assalto levou 5.000 coroas checas do apartamento, o equivalente a cerca de 185 euros.

A tenista informou que as lesões que sofreu são “severas” e que terá de ser acompanhada por “especialistas”. Petra Kvitova, que há pouco tempo anunciara a retirada da Hopman Cup - prova mista de seleções que se realiza em janeiro, na Austrália -, devido a uma lesão na perna, ia participar num encontro de solidariedade em Brno, esta terça-feira.

Partilhar