Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Serena Williams marca pontos fora do ténis

A tenista está grávida de seis meses e, fora do desporto, vai marcando pontos. Desta vez para "defender a diversidade"

CLÁUDIA ALVES FERNANDES

A tenista Serena Williams integra agora uma equipa de Silicon Valley

WILLIAM WEST

Partilhar

É a número 2 no mundo do ténis - só ultrapassada pela alemã Angelique Kerber -, tem uma linha de roupa e acessórios, venceu 23 Grand Slams, conquistou quatro medalhas olímpicas e é uma das mulheres mais bem pagas no mundo do desporto. Mas isso não é suficiente para Serena Williams.

A tenista de 35 anos não está pronta para abrandar e muito menos parar. A barriga de seis meses vai-se fazendo notar, mas isso não é impedimento para Serena Williams continuar. A norte-americana embarca agora num novo desafio, em Silicon Valley, "em nome da diversidade".

Silicon Valley é uma região na Califórnia, nos Estados Unidos, onde está implantado, desde os anos 50, um conjunto de empresas que geram inovações científicas e tecnológicas. Nesse meio, só 27% dos funcionários são mulheres e apenas 14% são latinos, afro-americanos ou de outras minorias culturais e/ou raciais.

São estes os números que a tenista vai combater. Serena Williams vai integrar a equipa da SurveyMonkey, uma plataforma online utilizada por cerca de 25 milhões de pessoas e que permite aos utilizadores criarem pesquisas personalizadas. Zander Lurie, o presidente da empresa, quer que a entrada da tenista "traga para cima da mesa agentes de mudança que possam abrir os [nossos] olhos".

À Associated Press, a número 2 do ténis disse que a diversidade é algo com que se relaciona: "A mudança está sempre a acontecer e a crescer. Para mim, o mais importante é estar na vanguarda da mudança para a tornar mais fácil para a pessoa que vem a seguir a mim".

Enquanto diretora da corporação, a tenista não especificou qual será o seu objetivo, nem o salário que irá ganhar. Para Williams, este é um "salto para o fundo da piscina", já que a atleta há muito queria colaborar com empresas de Silicon Valley.

A americana que está a um Grand Slam de empatar com Margaret Court - a maior recordista de sempre -, só deve regressar ao mundo do ténis em 2018, devido à gravidez. Por agora, o campeonato de Serena Williams vai-se fazendo fora do campo de ténis.