Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Wimbledon: “I’m your Venus, I’m on fire”

Venus Williams está nas décimas meias-finais da carreira e dá sinais de poder voltar a um lugar onde já foi feliz. Por cinco vezes.

FILIPA SILVA

Shaun Botterill

Partilhar

A música é das Bananarama e a letra uma adaptação por conveniência do artigo. Tal como na canção, também esta Venus, de apelido Williams, tem tudo para brilhar. A montanha da norte-americana é Wimbledon, mas o território a conquistar é tudo menos desconhhecido.

Afinal, Venus Williams já ganhou por cinco vezes o torneio onde se estreou há 20 anos. Mais precisamente no mês em que a adversário desta terça-feira nasceu.

Jelena Ostapenko chegou ao encontro com Rolland Garros no saco e 11 vitórias consecutivas a animar a moral, mas a norte-americana foi mais forte e arrumou o jogo em dois sets.

O primeiro fechou-o em 6-3, o segundo em 7-5. Venus está nas meias-finais de Wimbledon pela décima vez.

A adversária da norte-americana vai ter a seu lado o apoio do público. Johana Konta derrotou a número 2 do ranking, Simona Halep, e carimbou a passagem às meias-finais.

Na outra meia-final, vão encontrar-se Garbine Muguruza e Magdalena Rybaricova.

A espanhola, responsável pela eliminação de Angelique Kerber nos quartos, deixou agora para trás Svetlana Kuznetzova, número 7 da hierarquia, em dois sets: 6-3, 6-4.

Rybaricova, que é número 87 do ranking, continua a surpreender. Já eliminou Pliskova à segunda ronda e conseguiu esta terça-feira, o passaporte para as meias-finais diante de CoCo Vandeweghe, com um duplo 6-3, num jogo que foi transferido para o court central depois de uma pausa por causa da chuva.

É a primeira vez que uma eslovaca alcança esta fase do torneio.

Quarta-feira é a vez dos homens entrarem em jogo para decidir quem passa às meias-finais.

Meias-finais
Venus Williams - Johana Konta
Garbine Muguruza - Magdalena Rybaricova