Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Grigor Dimitrov é campeão das ATP Finals

Búlgaro bateu o belga David Goffin em três sets, na final do torneio que reuniu em Londres os oito melhores tenistas do ano. É o melhor resultado da carreira do tenista de 26 anos

Lídia Paralta Gomes

Julian Finney/Getty

Partilhar

Foram anos e anos a augurar algo de muito bom para Grigor Dimitrov, virtuoso búlgaro que apareceu no circuito emulando muitas das pancadas de Roger Federer, o que lhe valeu o cognome de "Baby Federer".

Mas se em termos técnicos Dimitrov é um dos maiores talentos a surgir nos últimos anos, sempre lhe faltou a consistência que, a bem do ténis, acabou por aparecer esta temporada. E aos 26 anos, o número 6 do Mundo teve mesmo a sua melhor época de sempre, que culminou este domingo com a vitória nas ATP Finals, torneio que reuniu os oito melhores tenistas do ano em Londres.

Dimitrov bateu o belga David Goffin, carrasco de Roger Federer nas meias-finais, por 7-5, 4-6 e 6-3, em emocionantes 2h30 de jogo. O equilíbrio foi a nota dominante da final do último torneio do ano, com o búlgaro a conseguir o break decisivo no penúltimo jogo do derradeiro set.

Este é o título mais importante do currículo de Grigor Dimitrov, que este ano venceu ainda o Masters 1000 de Cincinnati. No início do ano havia vencido também o ATP de Brisbane, na Austrália e o Sofia Open, na sua Bulgária natal, onde curiosamente também bateu Goffin na final.

Como consequência, na próxima atualização do ranking, Dimitrov vai surgir no 3.º posto, apenas atrás de Rafael Nadal e Roger Federer. Uma espécie de aviso também para o que pode fazer em 2018.