Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Como é que o Paim, o Kikin Fonseca, a OMS, o Mel Gibson e uma gazela vieram parar a esta análise de Um Azar do Kralj? É ler

O duo de Um Azar do Kralj fez a análise dos jogadores do Benfica após o encontro com o Belenenses e deixou um nota final para Rui Vitória

Vasco Mendonça e Nuno Dias, Um Azar do Kralj

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Ederson Moraes

Meia dúzia de defesas muito atentas, mas uma em especial evitou o pior. Sim, o empate também, mas não é disso que falamos. Aos 25 minutos Ederson evitou o golo certo de Yebda, numa defesa que não só conservou a vantagem do Benfica como evitou uma entrevista bombástica do argelino já esta 3ª feira para explicar que não gostou da forma como foi tratado pelo clube ou algo do género. Ufa.

Nélson Semedo

Todas as manhãs em África, uma gazela acorda. O sol nascente traz-lhe uma e só uma certeza: a gazela terá de correr mais depressa que o mais veloz dos leões se quiser sobreviver. Todas as manhãs em África, um leão acorda. Este sabe que terá de ser mais veloz que a gazela, caso contrário arrisca-se a morrer de fome. Não interessa se és um leão ou uma gazela. Quando o sol nasce o melhor é começares a correr. Palavra de Nélson.

Victor Lindelöf

Um sueco à chuva é como Fábio Paim numa discoteca: sente-se em casa. Talvez por isso esta tenha sido das exibições mais certinhas da temporada. Ajeitou o cabelo 3 vezes durante a primeira parte, num claro sinal de que tem lido as opiniões dos benfiquistas um pouco por toda a internet.

Luisão

"As pessoas com mais idade, pela sua experiência, saber e contributos, são indispensáveis à sociedade e às famílias e não podemos desperdiçar este enorme ganho em anos de vida com saúde conquistados no último século. O aumento da esperança média de vida, com saúde e independência, deve ser encarado como um objectivo e uma oportunidade em qualquer idade e constitui um dos maiores desafios do nosso tempo, para que o envelhecimento seja uma experiência positiva e para que as pessoas e os poderes decisores invistam no potencial humano, para o bem-estar físico, social e mental ao longo do curso da vida.” Palavras sábias da Organização Mundial da Saúde, que podiam ser do Presidente Luís Filipe Vieira ou do mister Rui Vitória. #VAICAPITÃO #ÉNÓIS

Grimaldo

Poucas pessoas sabem isto, mas o nome Grimaldo em catalão significa "sessenta milhões ou podem ir pastar". Lesionou-se já perto do final, 1461 minutos depois de nos termos apaixonado por ele, mas não digam nada a esses observadores de colossos europeus. Imaginem lá os manos acabadinhos de sentar na Luz e entra o Eliseu no relvado. Vai ser um pagode.

Ljubomir Fejsa

Já alguma vez pegaram num recém-nascido ao colo? É uma sensação incrível quando aquela pequena criatura tão frágil, leve e ternurenta, nos olha nos olhos, inocente perante tudo o que aí vem, curiosa por descobrir o mundo. E em dois? Já pegaram em dois recém-nascidos? Nós nunca, mas perguntem ao Fejsa, que ele explica-vos como foi jogar contra os alcochetenses Rosell e Palhinha.

Salvio

Há uns anos, na era do saudoso José Nicolau de Melo, um de nós desligou o som da televisão e pôs música clássica a tocar para acompanhar o jogo. Já não me recordo exactamente se era Thchaikovsky ou Megadeth, mas a verdade é que até uma incursão do Nelo (lembram-se?) pelo flanco esquerdo se tornava poética. Isto para vos dizer que Salvio é hoje um jogador que merece ser visto a quatrocentos e cinquenta mil frames por segundo, e mesmo assim é possível que nos escape algo. O seu entendimento com Nélson Semedo é uma das poucas expressões artísticas contemporâneas capazes de juntar bailado e bailinho.

Pizzi

Ele não lhe tocou c$%&#@!

Kostas Mitroglou

Ameaçou aos 4 e fuzilou aos 10, colocando o Benfica na frente. A partir daí falhou golos atrás de golos, numa sucessão de acontecimentos muito pouco consistente com aquela cara e barba. Nós explicamos. Se alguém amanhã vir Zé Gomes falhar 3 golos consecutivos, pensa: ok, é um puto, está a aprender. Quando alguém vê Mitroglou falhar 3 ou 4 bolas na cara do guarda-redes, é como ver o Paulie dos Sopranos oferecer clemência a um moldavo. Com a diferença de que, no caso do plantel do Benfica, não dá para matar o Paulie porque não há mais nenhum em condições de jogar. Mas vocês perceberam a ideia.

Gonçalo Guedes

Se Gonçalo Guedes entrasse no Braveheart, ainda o Mel Gibson não tinha terminado a primeira fala inspiradora e já ele estava a aviar em alguém. Porque é esse o tipo de ser humano que Gonçalo Guedes é, e hoje, mais do que nunca, estamos preparados para aceitar isso. O seu melhor lance num jogo absolutamente épico em que batalhou contra o Belenenses, a pobreza extrema, o imposto sucessório, a bola, os atacadores, e até os seus próprios pés, acontece aos 65 minutos. Gonçalo simula mais um daqueles remates que ninguém, nem ele, acreditaria que entrasse, e coloca a bola redondinha em Grimaldo para este fazer o segundo golo. Selou a vitória, não só do Benfica como de todos os que abraçam as suas limitações no dia-a-dia e fazem o que podem com aquilo que têm. Aceita Gonçalo, porque nós também já te aceitámos.

Franco Cervi

Chegámos a pensar que ia precisar de umas braçadeiras, mas o nosso Tyrion Lannister lá se safou e fez mais um belíssimo jogo, recheado de boas ações ofensivas e defensivas, sempre solidário, às vezes até demais, como num lance em que, junto à linha de cabeceira do Benfica, Grimaldo pareceu olhar para ele como quem diz “o que é que estás aqui a fazer?”. Merecia ser melhor marcador no campeonato do que Mitroglou, mas a bola foi à trave.

Jiménez

Ia marcando na primeira vez que tocou na bola, um lance que lhe daria a eficácia de 4 Mitroglous. É a partir de hoje o mexicano com mais jogos ao serviço do Benfica, ultrapassando Kikin Fonseca. Que saudades.

André Almeida

Ainda não foi desta que jogou à baliza, mas é só o mister dizer e ele vai! Ansiamos pelo dia em que @almeidinhos, qual judas Paulo Sousa no Bessa, safa a 2ª mão de uma meia-final da Champions com as luvas postas. Quem diz da Champions diz da Taça da Liga.

Danilo

Sinceramente nem vimos se chegou a tocar na bola. Conseguiu ainda assim demonstrar mais entrosamento do que Carrillo.

Rui Vitória

O treinador que não tinha mãos para o Ferrari conta hoje 16 vitórias consecutivas fora de casa. É um recorde na história do clube. É campeão nacional e, até ver, lidera destacado. Como é que dizia o melhor jogador de todos os tempos? Exacto. Que la siguen chup....

Partilhar

  • Este Benfica é o anticristo

    Benfica

    A equipa da Cruz de Cristo perdeu pela quinta vez seguida no Restelo diante do Benfica e o Benfica de Rui Vitória é agora a equipa com mais vitórias fora consecutivas para o campeonato na história do futebol português: são 16. Os encarnados seguem na liderança da Liga, com três pontos de vantagem sobre o FC Porto e cinco sobre o Sporting