Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

O sad emoji de Ederson, a presidência da casa do Benfica de São Paulo e o cabelo aparado de Lindelöf (por Um Azar do Kralj)

Os autores de Um Azar do Kralj ainda se descosem em elogios a Semedo, Zivkovic e, meses depois, a Carrillo

Vaso Mendonça e Nuno Dias, Um Azar do Kralj

JOSE MANUEL RIBEIRO

Partilhar

Ederson

Estava a ter uma noite tranquila quando subitamente se viu envolvido no novo caso Mateus. A tatuagem no pescoço com um smiley transformou-se num sad emoji, precisamente o semblante com que o vimos sair do campo. Dois minutos após uma grande defesa a remate de Mateus, Ederson sai dos postes para resolver um berbicacho situado no ponto médio entre Angra do Heroísmo e Västerås e lá consegue tocar na bola, mas acaba por enfiar os pitons na perna do adversário. O caso terminará daqui a 10 anos com o Tribunal Administrativo de Lisboa a confirmar a inocência de Ederson, mas para já fica de fora em Braga. Parabéns à justiça portuguesa.

Semedo

Na mesma semana em que Philip Lahm anunciou o fim da carreira, Semedo realizou mais uma daquelas exibições em que, lance após lance, faz os seus adversários parecerem jogadores de uma equipa de juvenis. O lance que construiu para o golo de Carrillo devia ser ensinado nas escolas.

Luisão

É preciso saber quando parar e a carreira de Luisão devia ter terminado hoje ao minuto 91. A partir daqui, só a vice-presidência das relações internacionais ou a direcção da Casa do Benfica de São Paulo lhe farão justiça. Após uma exibição suada em que esteve quase sempre bem, o capitão do Benfica resolveu agradecer aos adeptos pela presença na Luz humilhando um jogador da equipa visitante. Se fosse mais novo já estava a pedir um aumento.

Lindelöf

Nota-se pelas últimas exibições que aparou o cabelo, mas ainda não é suficiente para nos convencer. Se quisermos ser totalmente justos, é importante dizer que os seus testículos não mereciam a agressão. Por outro lado é bem feita, que a expulsão do Ederson começou com uma falha sua.

Eliseu

Exibição porreirinha no último jogo de preparação para o primeiro duelo com Dembelé, já na próxima 3ª feira. Um conselho a todos os fãs: sempre que souberem que o Eliseu é titular, façam os possíveis por chegar a horas ao estádio, senão correm o risco de perder os seus melhores lances. Já não tem idade para fazer o sprint que lhe permitiu assistir Mitroglou no segundo golo e terminaria com a frescura física de um ex-piloto de fórmula 1 num jogo dos Amigos do Figo.

Fejsa

Estranhamente não assassinou os dois indivíduos que hoje fizeram a bola passar entre as suas pernas. Mesmo quando faz merda, o que aconteceu meia dúzia de vezes hoje com passes errados e um ou outro deslize, não descansou enquanto não recuperou a bola. Vês, Tomás? É assim que o pai quer que tu sejas.

Pizzi

Exibição para cumprir calendário, que só se tornou verdadeiramente emocionante a partir do momento em que se percebeu que a sua presença em campo não era necessária e que se levasse amarelo não jogaria em Braga. Teve alguns duelos interessantes com Kuca, uma espécie de combinação entre Carlos Santana e Bob Marley, com melhores pés.

Zivkovic

Uma jóia de moço. Percebeu que, se mantivesse o nível demonstrado contra o Nacional, rapidamente se tornaria o melhor jogador do campeonato e por isso decidiu moderar a sua participação no jogo de hoje, oferecendo generosamente a bola num estado dito redondinho a qualquer colega que surgisse lançado pelo flanco ou desmarcado no meio.

Carrillo

Depois de meses a criticar o rapaz, lá aconteceu. Foi o melhor em campo e demonstrou que, quando quer, é um jogador do caraças. Pode ser que vejamos mais exibições assim, pode ser que não. Só o futuro dirá se estamos perante mais Um Azar do Kralj ou uma Sorte do Carrillão.

Jonas

Infelizmente não foi hoje que ultrapassou Bas Dost na lista de melhores marcadores. Marque ou não marque, ele e a bola produzem momentos de tensão quase erótica. Perdeu-se o farmacêutico, ganhou-se um excelente praticante de sexo tântrico.

Mitroglou

À meia hora de hoje já tinha bisado mas o árbitro optou pela verdade desportiva. Pouco depois fez o hat-trick e sorriu pela terceira vez na mesma noite, algo que não acontecia desde que viu nascer os seus trigémeos. Aos 44 minutos saiu-lhe a fava e foi substituído por Júlio César. Quem é que este Arnaldo Teixeira julga que é?

Júlio César

Por um lado foi bom vê-lo novamente em campo a fazer grandes defesas. Por outro, sabemos que estamos hoje mais perto de ver o Paulo Lopes na baliza. Oremos irmãos.

Jiménez

Mais uns minutos nas pernas, e talvez merecesse mais. Fez vários sprints furiosos, mas não chegámos a perceber se procurava a bola ou o empresário que lhe prometeu aquele contrato milionário na China.

Filipe Augusto

21 passes efectuados e 0 falhados após meia dúzia de minutos em campo. Chegou como jogador à Jorge Mendes e já ameaça tornar-se um jogador à Benfica. Vai marcar na segunda mão em Dortmund.

Partilhar