Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Um Azar do Kralj viu Zivkovic a apreciar os prazeres da pesca à linha com o tio Jonas

Além de dedicar uma música de Renato Xavier de Souza a Jonas (que mete samba), Um Azar do Kralj viu Mitroglou a prolongar "a confiança que muitos de nós só recuperam depois de assistir a um vídeo de Gustavo Santos"

Vasco Mendoça e Nuno Dias, Um Azar do Kralj

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Ederson

Que nem um paciente na triagem de urgências do S. José, esperou mais de uma hora até ser de facto chamado a pronunciar-se. Fê-lo com uma excelente defesa denotativa da elegância e do pragmatismo que caracterizam os grandes guarda-redes e os poucos utentes civilizados do SNS. Há 157 minutos que não pontapeia ninguém.

Nélson Semedo

É uma interessante jogada de marketing. O presidente Luis Filipe Vieira terá falado com Nélson Semedo no final do jogo e convencido o internacional português a mudar o número da camisola, à medida que o valor do seu passe aumentar. No próximo jogo, Nélson exibirá o 65 + prémio por objetivos nas costas. Enfim: foi mais um jogão do miúdo. Palavra de honra que rebobinámos o jogo para encontrar uma acção errada que fosse e só vimos o amarelo que o impede de jogar na próxima jornada. Entretimento fizemos flash forward e já lá estava o André Almeida.

Luisão

Uma sucessão bem conseguida de cortes atentos e intervenções esclarecidas que são um hino à sóbria eficácia do nosso capitão e uma chatice para quem tem de escrever sobre a sua exibição, mas pelos visto já escrevemos. Siga.

Lindelof

Tem chegado a horas ao trabalho e demonstrado interesse nas tarefas menores delegadas pelos superiores hierárquicos, não obstante o interesse já demonstrado em abraçar um novo desafio profissional. Devia parar de publicar citações inspiradoras no Linkedin. Nunca ninguém foi contratado por ter lido Paulo Coelho.

Eliseu

Exibição pouco entusiasmaste, um pouco como aquele empregado do chimarrão que aparece com presunto, quando já enfardámos dois quilos de maminha. Vimo-lo algumas vezes como jogador mais recuado no terreno quando a equipa atacava, o que nos levou a imaginar Eliseu como protagonista num filme intitulado “O Ultimo Homem”. Sim, claro, um filme de terror.

Samaris

Continua a acusar o facto de não ser Ljubomir Fejsa. Ocupar esta posição na equipa do Benfica é uma tarefa ingrata, especialmente para alguém que cresceu a ler Aristóteles, besuntado em protector solar SPF50, numa praia qualquer. Naquela zona do terreno, precisamos de mais Sarajevo e menos Mykonos.

Pizzi

Manteve algumas das características que nos fazem gostar dele - o penteado, o toque de bola, a qualidade do passe um ou outro passe a romper - mas a sua condição física, digna de um Andrea Pirlo com 45 anos e uma artrite, leva a que se esconda um pouco mais nas acções ofensivas. Assim que viu o seu número no placar de substituição, abandonou o campo em passo de corrida, uma decisão da qual se espera que recupere totalmente no terceiro trimestre de 2017.

Salvio

A sua melhor acção no jogo aconteceu quando evitou tocar na bola e isolou Nélson Semedo para o cruzamento do segundo golo. Agora pensem.

Zivkovic

Chegou a Lisboa menino e vai cumprindo o desígnio de se tornar homem, o que coloca os adeptos na difícil posição de terem que partilhar a sua paternidade e aceitar algumas infantilidades. Zivkovic começou o jogo a tentar compreender a chegada da puberdade e terminou, para surpresa dele próprio, e dos pais, a apreciar os prazeres da pesca à linha com o tio Jonas. Hoje só apanharam tainhas, mas isto vai lá. Tal como a maioria das pessoas ao longo das suas vidas, irá abandonar as tendências mais libertárias e irreverentes da juventude para se entregar à eficácia do tentado, que inevitavelmente o tornará um dos melhores extremos do mundo. Infelizmente isso já não será problema nosso.

Rafa

Depois de uma primeira parte em que foi quase, mas a intenção era boa, aproveitou a segunda vida no jogo para voltar a marcar no campeonato e, mais uma vez, convencer os adeptos de que está prestes a explodir. Lembrem-se do que aconteceu ao outro. Boa segunda parte, ainda com pulmão para ensaiar algumas jogadas de FIFA com Jonas e Mitroglou.

Mitroglou

Os seus golos podem até valer 45 milhões para o Shuangzei Ca-ching, mas a alegria e a liberdade que demonstrou em campo não têm preço. O quê? Perdoem-nos o lirismo. 80 milhões, amigos. Ele foi lances individuais, combinações inteligentes com os colegas, recepções orientadas, adversários desorientados, artes marciais que quase davam golo da jornada na Eurosport, golos e mais golos, sorrisos rasgados. UFA. Aquele golo milagroso em Braga deu a Mitroglou a confiança que muitos de nós só recuperam depois de assistir a um vídeo de Gustavo Santos. É que talvez não saibam mas a vida é uma troca, como tal, tens de saber trocar o melhor de ti com o melhor dos outros e nunca o melhor que tens com o pior do que têm para ti.

Jonas

LÊ LÊ LÊ

LÊ LÊ LÊ

SAMBA,TIRA O PÉ DO CHÃO

SE SOLTA E SAMBA

O SEU CORAÇÃO JÁ BATE SAMBA

POIS, O NOSSO LEMA É A UNIÃO, SEM DISCRIMINAÇÃO

FAZ UM DOIS, UM LÁ E CÁ

DEIXA O CORPO BALANÇAR

QUANDO MENOS PERCEBER O MEU SAMBA É PRA VOCÊ

NA SEGUNDA, NO REFRÃO, SEM QUERER VAI BATER NA MÃO

E AÍ VIRA CARNAVAL,

ALEGRIA GERAL

LÊ LÊ LÊ

LÊ LÊ LÊ

ExaltaSamba, “Samba Alegria”, composição de Renato Xavier de Souza

Filipe Augusto

Continua a demonstrar fome de bola; perdão, uma furiosa galga. Assim que entra em campo não percebemos se é Filipe Augusto que corre muito depressa ou Pizzi que está a recuar. O brasileiro junta a essa velocidade um pé esquerdo mundividente com licenciatura na Universidade da Vida, mochilão no Sul de Espanha, e MBA no INSEAD. Se continuar a abordar cada lance como se fosse o último, ninguém conseguirá antecipar quando é que Jorge Mendes o levará para outro clube.

Cervi

Três minutos em campo, tempo suficiente para realizar um sonho de infância e trocar de camisola com Mitroglou.

Chaves (Grupo Desportivo de)

Que maravilha. Dá gosto ver. Os sistemas de classificação mais ortodoxos colocam esta agremiação em sétimo lugar, mas seguem imparáveis em segundo no coração do Kralj.

Chaves (Pastéis de)

Que maravilha. A massa que canta, a suculenta carne picada, o perfume dos temperos, o refluxo por termos comido um ao pequeno-almoço.

Chaves (Diana)

Tudo menos o refluxo.