Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

O briefing de Lindelöf, o diálogo sobre Felipe Augusto e o jogo que Samaris podia ter jogado e não jogou porque Um Azar Do Kralj não quis

Aqui encontrará referências múltiplas a gente grande e gente pequena, creches em Munique, e a um argentino que anda pelos corredores da amargura

Vasco Mendonça e Nuno Dias, Um Azar Do Kralj

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Ederson
Até nos erros faz lembrar Neuer. Uma brincadeira a jogar com os pés aos 12’ por pouco não correu mal. Os colegas não gostaram da atitude displicente e tudo fizeram para que Ederson não voltasse a participar no jogo, numa missão cumprida com responsabilidade, competência e Marítimo.

Nélson Semedo
Perdeu importância na manobra ofensiva com o regresso de Grimaldo, para além de se notar um abaixamento de inspiração. Enquanto não encontrar uma creche para a filha em Munique, vai ser complicado tê-lo a 100%.

Luisão
Foi claramente o melhor em campo nos lances disputados a mais de 2 metros de altura, incluindo uma espécie de assistência para o terceiro golo da equipa. Na verdade, não temos a certeza se tocou na bola, mas já ganhámos um título desta forma ao Sporting, por isso siga. Como é que se diz? Estorvou o adversário, não é? Parece que resulta. Passaram 12 anos e eles ainda se queixam.

Lindelöf
As exibições de Lindelöf têm tido a emoção de um filme mudo exibido na Cinemateca às três da tarde, o que se deve entender como um elogio ao internacional sueco e uma crítica ao cinema mudo, mas sobre isso falaremos noutra altura. Como bom sueco, Lindelöf preferirá sempre a tranquilidade ao desassossego, que em sueco se diz oro. Epá, desculpem lá. O briefing desta semana não dizia nada sobre o Lindelöf e estamos aqui um bocadinho sem jeito. Jogou bem. Jogou muita bem. Apareceu duas ou três vezes no ataque e pareceu feliz por estar em campo, o que nem sempre tem acontecido. Sei lá.

Grimaldo
Jogou com uma intensidade semelhante à voz do Guilherme Cabral na segunda metade dos seus vídeos. O que é bom, porque o vídeo mais recente do Guilherme Cabral devia ser mostrado no balneário daqui até ao final do campeonato. Se ainda não acontece, Grimaldo já o terá visto umas dezoito vezes no Facebook, pois exibiu, tanto a defender como a atacar, a vontade, a inteligência e a objectividade de quem está disposto a morrer pelo tetra. Antes isso que uma lesão qualquer para ficar de fora mais 6 meses.

Fejsa
Já não enfrentava um adversário deste nível desde um célebre jogo-treino com os juvenis em que deixou algumas crianças a chorar. Nem por isso facilitou, antecipando as fracas mãos de poker dos adversários mais próximos com uma sequência de all-ins muito confiantes aos quais os madeirenses foram fazendo call, até se acabarem as fichas. Se fôssemos nós a limpar uma mesa assim, ainda estaríamos no relvado a gozar com eles, e esta é apenas uma das razões por que Fejsa é um ser humano superior a nós.

Pizzi
Sempre que lhe dão um espacinho para fazer circular a bola, é capaz de criar desequilíbrios e situações de perigo. Quando lhe dão um loft de 200 metros quadrados com vista sobre o rio, como hoje, consegue pavonear-se em campo com a qualidade dos melhores criadores de jogo que a modalidade já viu, desenhando inúmeros lances em que parecemos ter mais jogadores em campo. Na próxima semana será um bocadinho mais complicado, mas ele lá estará - com os seus quatro amarelos, amigos.

Salvio
Queremos lançar um repto aos nossos rivais da segunda circular. Então é assim: estivemos a ver e vocês já ganharam tudo o que podiam ganhar esta época. Têm quatro novos títulos nacionais, meia dúzia de goleadas morais, a melhor dupla de avançados da liga, e tudo indica que Bas Dost será o melhor marcador. Só vos falta bater o recorde de queixas ao conselho de disciplina. Ora, vocês ambicionam mais um título e nós precisamos de mandar um jogador para a bancada. Desta vez vamos facilitar-vos a tarefa. Aos 23 minutos de jogo, Salvio agrediu Fransérgio. Enfim, não é bem uma agressão. Na verdade, foi falta do Fransérgio, mas vocês já perceberam a ideia. O nosso assistente vai enviar-vos um vídeo em que parece haver uma cotovelada do Salvio ao adversário. Agora é convosco. Saudações desportivas.

Rafa
Hoje merece um daqueles slogans saídos de um anúncio a bancos: quando Rafa cresce, o país cresce com ele, e por país entenda-se o Benfica. É verdade que a falta de coordenação motora de alguns adversários facilitou a tarefa, mas o nosso petiz liderou a ofensiva benfiquista que se instalou no meio-campo do Marítimo durante a primeira parte, incluindo vários dribles de empolgar a malta, combinações estonteantes com Grimaldo, e uma assistência para o primeiro golo de Luís Martins ao serviço do Benfica. Em suma, Rafa reagiu positivamente ao texto em que questionámos os 18 milhões pagos pelo seu passe. Só por isso passou a valer 6. Que foi? Há uma semana valia 2, amigos. Calma. O caminho faz-se caminhando.

Jonas
Uma horinha à Jonas bastou para ser o melhor em campo. A comemoração do seu primeiro golo, que o próprio disse ser alusiva à celebração pascal, foi interrompida abruptamente por Fejsa e Grimaldo, não por acaso dois leitores de Richard Dawkins. Esperemos que não afecte o balneário, porque daqui a 7 dias vamos precisar de um Jonas com #DeusNoComando.

Mitroglou
Os grandes jogadores alimentam-se dos sucessos, mas a verdadeira fome de vencer vem dos seus insucessos. Não sabemos se isto é uma máxima de auto-ajuda, mas soou-nos bem. Mitroglou falhou uma dúzia de golos e pareceu irritado com isso. É um bom começo. Para um jogador com a sua pontaria, a exibição de hoje equivale a uma derrota. Deixem-no estar.

Filipe Augusto
- Quem é este?
- É aquele gajo, pá…
-Ah, já sei! Isto é aquele miúdo que tinha chegado para partir tudo.
- Não, esse foi para o Standard Liége.
- Hã?
- Não?
- Acho que este é outro.
- Epá, sei lá. É mais um para vender ao Atlético Madrid.
- E é mau, queres ver?
- Olha que não joga mal…
- Não inventes, pá. Quase não jogou.
- Olha que eu tenho olho para estas coisas.
Vai passear. Tu nem o nome dele sabes.
- Ai não? Espera aí.
- Então? Não vale ir à net.
- Calma.
- Como é que estás a procurar?
- Escrevi jorge mendes e benfica.
- Ok.
- O que é que eu te disse? É o Danilo!
- Eu ia dizer isso.

Zivkovic
30 minutos em campo, os suficientes para mostrar, pela vigésima segunda vez, que é uma alternativa credível a Salvio. #rumao23

Cervi
A BTV faz uma coisa engraçada após os jogos. Pede aos adeptos para colocarem questões ao treinador. Há pouco, um adepto de tenra idade perguntou a Rui Vitória como é que ele ganha tantos jogos. O mister apressou-se a responder, mas ficámos com a sensação de que a pergunta era irónica. Já agora, esse miúdo tinha mais ou menos a altura do Cervi. Podia parecer que estávamos a desconversar.

Samaris
Não jogou, mas podia ter jogado. Nós é que não quisemos.

Partilhar