Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

A fúria de viver de Franco Cervi provoca um apelo gutural ao javardo que há em Um Azar do Kralj

O Benfica foi a Portimão vencer por 3-1, na 22ª jornada da Liga, e Vasco Mendonça nem acredita que há mesmo hipóteses de conquistar o penta

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

Franco Cervi

NurPhoto

Partilhar

Bruno Varela

Há poucos dias passei por um daqueles quiosques com artigos oficiais do Benfica. Fiquei surpreendido quando vi que o produto em destaque era a réplica da camisola de Bruno Varela. Porquê, pensei eu. Depois lembrei-me que Bruno Varela tem sido decisivo em alguns jogos, isso e tem aquele carisma divertido de alguém que foi confundido com uma figura pública e decidiu aproveitar enquanto ninguém se apercebe. Se aparecermos num jogo de futebol amador com aquela camisola amarela, a dúvida instalar-se-á. Será que este gajo veio equipado como guarda-redes ou como Bruno Varela? Continuo a preferir o segundo. Fica apenas o alerta: não sei como correm as vendas da camisola do nosso Eddie Murphy, mas aquela saída em falso hoje não é o tipo de lance que faz com que um artigo esgote.

André Almeida

Faltam quatro meses para o mundial. O Cédric e o Nélson Semedo devem andar a calmantes. Só lhe faltou o golo aos 71’ num lance em que recebeu isolado na área porque é esse o tipo de jogador que ele é.

Rúben Dias

Concentrou todas as suas energias na crista de Fabrício, avançado talentoso que apresenta um corte de cabelo fiel à sua personalidade, que é como quem diz, moderadamente detestável. Fabrício é um daqueles jogadores cujo desígnio na Terra parece ser o de fazer grandes exibições contra o Benfica. Teve azar porque apanhou pela frente um central cujo desígnio na Terra é o de, caso necessário, sacrificar a sua vida pelo Benfica.

Jardel

Ufa. Ufa. Ufa. Ufa. Ufa. Ufa. Ufa. Ufa. Ufa. Ufa. Foi um alívio ter Jardel no centro da defesa. Corrijo: não foi um alívio. Foram dez.

Grimaldo

O atual recordista mundial no lançamento do Cervi não ficou longe da sua melhor marca em 2018.

Fejsa

Ao fim de meia hora em campo tinha mais recuperações de bola do que títulos ao serviço do Benfica, um feito notável até mesmo para Fejsa. É um jogador absolutamente essencial à equipa, razão pela qual deveremos esperar a sua lesão a qualquer momento.

Pizzi

Já o vimos pior. Ainda assim, a sua melhor intervenção no jogo foi deixar Cervi marcar o segundo golo. Devia contar como assistência.

Zivkovic

O melhor jogador em campo arrumou com o jogo e celebrou o seu golo de forma emotiva, com uma dedicatória dirigida aos muitos colegas de claque com quem partilhou a bancada na primeira metade da época.

Rafa

Em crescendo, mas é um daqueles crescendos de uma banda pós-rock do estilo “anda lá, caraças, desembucha”. As suas jogadas de desentendimento com André Almeida prometem criar muitas dores de cabeça a colegas e/ou adversários. Parecendo que não, é tipo para se fazer.

Cervi

Mais uma exibição plena de competência e fúria de viver. O problema de se escrever sobre Franco Cervi numa noite como a de hoje é que todas as frases começam com observações polidas sobre a capacidade que o argentino tem de combinar com os colegas Grimaldo e Zivkovic e ocupar de forma inteligente o espaço entre linhas, mas de repente ele pega na bola, vai por ali fora, parte aquela merda toda e estão a ver o que é que acontece? As observações polidas transformam-se num apelo gutural ao javardo que reside em mim, a quem só apetece pegar no incrível livre que me deu a vitória, como se fosse possível pegar num livre, como se fosse uma coisa, e esfregá-lo na cara de alguém, mesmo que esse alguém não nos tenha sequer dirigido a palavra, apenas por sabermos que é de outro clube que desejava a nossa derrota. Portanto, diria que sim, foi mais uma exibição competente deste jovem jogador.

Jonas

É extremamente difícil escrever estes textos com os dedos entrelaçados enquanto suplico a Deus Nosso Senhor Jesus Cristo que poupe o joelho de Jonas e, consequentemente, o nosso já de si frágil coração. Aguentemos pois.

Jiménez

Surpreendeu pelo entrosamento com os colegas. Tem tudo para vingar neste Portimonense.

Samaris

Esteve bem ao atingir Fabrício e naqueles dois lances em que a bola tocou nos seus pés. Pode ser mais importante se conseguir evitar que os árbitros vejam as suas faltas sucessivas.

Diogo Gonçalves

Tempo suficiente para assistir Zivkovic, um jogador que tempos ficou no banco por causa de Diogo Gonçalves. E pensar que estamos a caminho do penta. Quem diria?