Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

André Almeida recebeu um beijo capaz de mudar mentalidades em relação aos beijos entre homens (viu Um Azar do Kralj)

E foi dado por Jonas, na noite em que o lateral direito representou na perfeição o papel do adepto invasor de campo antes de ser escoltado até ao seu lugar cativo no coração dos benfiquistas

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

MANUEL FERNANDO ARA\303\232JO

Partilhar

Bruno Varela

Uma exibição evocativa daquele emoji ilustrativo de fezes seguido do tipo de ombros encolhidos e braços abertos como quem diz “queriam o quê?”. Habituem-se, amigos.

André Almeida

Há noites em que a sua mediania justifica superlativos. Hoje não foi uma dessas, mas é importante falar do que fez sem bola, nomeadamente no lance do segundo golo, em que representou na perfeição o papel do adepto invasor de campo ao correr direito a Jonas para dele receber um beijo capaz de mudar mentalidades em relação aos beijos entre homens. Pouco depois vimo-lo a ser escoltado até ao seu lugar cativo no coração dos benfiquistas.

Rúben Dias

O Benfica tem finalmente o imbecil de que todas as defesas necessitam se querem conquistar títulos. Rúben Dias podia ter afrouxado depois da nesga dada ao adversário no golo do Paços, mas fez o exactamente o oposto. Empurrou, esbofeteou, irritou quase tanto quanto Rúben Micael, cometeu mais um ou outro erro, desarmou, afastou, carregou, empurrou a sua equipa para a vitória e celebrou sem rodeios, como fazem os imbecis que toda a gente adora odiar.

Jardel

Bem no capítulo defensivo ao ganhar praticamente todos os lances aéreos que disputou. Mal ao não voltar a marcar. A equipa acabou por se ressentir e teve de redobrar esforços no final. Felizmente não estamos na Champions, senão as consequências poderiam ser bem mais graves.

Grimaldo

Conquistou créditos suficientes ao longo deste campeonato para merecer um desconto. Assim sendo, decidimos atribuir a culpa do primeiro golo a Bruno Varela e Rúben Dias. Feitas as contas, Grimaldo pode ainda oferecer 5 golos até ao final do campeonato sem que a sua titularidade ou o valor do passe saiam beliscados.

Fejsa

Não há nada como um armário para dominar o meio-campo na capital do móvel.

Pizzi

À meia hora de jogo, o meu filho de 3 anos e meio perguntou “pai, quem é aquele gajo que está farto de fazer merda?”. Quem diz a verdade não merece castigo, mas a mãe discorda e por isso o miúdo não chegou a assistir à remontada exibicional de Pizzi já na segunda parte do jogo.

Zivkovic

Depois de alguns jogos em que desafiou a memória de Krovinovic, Zivkovic dedicou a exibição de hoje a todos os cépticos que questionam o seu valor. O exercício foi tortuoso mas pedagógico: a exibição de Zivkovic obrigou-nos a imaginar o que seria do meio-campo benfiquista se Krovinovic mantivesse a titularidade com uma perna engessada e sem o apoio de canadianas. Esperemos que todos tenham percebido a mensagem.

Cervi

As coisas não lhe saíram tão bem como tem sido habitual, muito por culpa das exibições menos conseguidas de Zivkovic e Grimaldo. Pode dizer-se que foi oportuno, já que permitiu a Rafa assumir o protagonismo do jogo. Boa gestão involuntária do plantel por parte de Rui Vitória.

Rafa

Rafa desempenhou durante boa parte do jogo o papel de jogador mais inconformado da equipa, que é como quem diz, o cenário chegou a ser assustador em Paços de Ferreira. A verdade é que, a pouco e pouco, o Benfica foi cimentando o controlo do jogo e os restantes jogadores foram acompanhando a estranha resiliência de um jogador cujas exibições têm alternado entre a apatia e a irritação provocada nos adeptos. Alguns comentadores mais ingénuos dirão que Rafa mereceu marcar o terceiro e último golo do jogo. Não: nós é que merecíamos este golo há muito. Bons olhos te vejam, Rafael. Don’t fuck this up again.

Jonas

Esqueçam o interesse de dos clubes chineses. O empresário de Jonas negociou um contrato por objetivos em que o salário do brasileiro duplica de cada vez que ele decide um jogo a favor do Benfica. É caso para dizer: ainda bem que o Luisão não é avançado, senão já teríamos falido.

Jimenez

Assim que entrou desferiu o primeiro remate enquadrado com a bancada. Jimenez já conhece os benfiquistas e percebeu que naquele momento muitos de nós o insultámos. Talvez por isso tenha a partir desse momento evitado rematar à baliza, tornando-se assim decisivo para chegar a mais uma vitória.

Seferovic

E é por isso que eu sou contra a eutanásia.

Samaris

Infelizmente, não foi a tempo de acertar em cheio no Rúben Micael.