Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

O Candy Crush de Varela, um Cesar Milan para Rúben e um recado para Vitória: "Al-Hilal, boa sorte, estamos convosco" (por Um Azar do Kralj)

Vasco Mendonça também tem analogias variadas curiosas para os outros jogadores do Benfica que empataram em Alvalade este sábado

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

Gualter Fatia

Partilhar

Bruno Varela
Pediu-me três vidas no Candy Crush Saga entre as oito e as dez da noite. Não o censuro. Bruno Varela merecia pelo menos ter feito uma defesa, uma só que fosse, na despedida dos derbies ao serviço do Benfica.

Douglas
Ainda vamos descobrir que afinal Douglas é mais um daqueles jogadores que Rui Vitória inexplicavelmente manteve no banco uma época inteira, não fosse alguém precisar dele fresquinho quando estivéssemos a lutar pelo segundo lugar. Não conquistou os três pontos, mas pelo menos já acreditamos que é futebolista profissional.

Rúben Dias
Imbatível. Venceu todos os duelos disputados com Carlos Xistra. Agora, das duas uma: ou Rúben Dias é vendido e o problema passa a ser de outros, ou a próxima equipa técnica do Benfica terá de contar com César Millan, o conhecido encantador de cães, para conter uma impetuosidade situada no limiar da perturbação psicológica. Rúben Dias, que fez um bom jogo, também fez o suficiente para ser expulso duas ou três vezes. Não é isso que se espera de um futuro campeão mundial.

Jardel
Passou a primeira parte a controlar sem grande esforço a acção dos adversários e a segunda a marcar impiedosamente o jogador mais perigoso em campo. Sim, adivinharam: a sua marcação a Rúben Dias evitou problemas maiores à equipa do Benfica e a Bas Dost e Gelson Martins, que assim conseguiram voltar para junto das suas famílias já esta noite.

Grimaldo
A sua falta de agressividade permitiu a Bas Dost, um tronco com olhos, inventar um lance individual que quase nos colocava em desvantagem. Acabou por apresentar-se melhor nos lances sem bola, e só digo isto porque falhou 24 passes.

Fejsa
Os próximos dias não serão fáceis para Fejsa. Jogue o que jogar, por muito que demonstre o porquê de nenhum médio defensivo se aproximar do seu nível na liga portuguesa, nada será suficiente para garantir a merecida revalidação do título nacional. Se é legítimo que um jogador receba prémios por objectivos atingidos, seria da mais elementar justiça que o Benfica indemnizasse Ljubomir Fejsa, neste caso por objectivos não atingidos.

Samaris
Exibição muito positiva do novo reforço do Al-Hilal.

Rafa
Uma mão cheia de movimentos inteligentes que abriram auto-estradas no meio-campo do Sporting e pelo duas iniciativas ofensivas que obrigaram o Sporting a demonstrar o óbvio: não fosse Rui Patrício e já estariam em oitavo lugar. O mesmo não se pode dizer de nós. Não fosse Bruno Varela e estaríamos em primeiro.

Pizzi
ÚLTIMA HORA: HOMEM RESSUSCITA DURANTE PREPARATIVOS DO SEU VELÓRIO

Zivkovic
Participante muito activo no rolo compressor da primeira parte, que infelizmente não deixou tudo resolvido. Foi perdendo gás na segunda parte, até ver uma placa de substituição com o seu número. Sorriu de alívio quando percebeu que desta vez não teria de ceder o lugar a Seferovic.

Jiménez
Mais uma exibição cheia de garra que acabou - muito justamente - coroada com o golo da vitória aos 97 minutos, após falha de Rui Patrício.

Salvio
Entrou para dar mais profundidade ao flanco direito e combinar com Douglas, um dos mais esclarecidos em campo. Infelizmente, as suas várias incursões não encontraram Seferovic desmarcado.

Cervi
Depois da agressão de Bruno Fernandes, deveria ter pedido satisfações a Rúben Dias. Foi ele que começou.

Jonas
Saiu de campo em primeiro lugar, com uma hérnia. Regressou aos relvados em terceiro lugar, com uma depressão e, esperará ele, uma nova proposta de um clube chinês. Obrigado e desculpa, Jonas.

Rui Vitória
Injustiça, crueldade, a bola que não quis entrar, e finalmente a abitragem. Os motivos para a época desastrosa do Benfica multiplicam-se. Estranhamente, a lista não inclui incompetência e Rui Vitória só se lembrou hoje de referir as arbitragens. Quando percebeu que não lhe sobra mais nada. Aos responsáveis do Al-Hilal: boa sorte. Estamos convosco. Independemente de serem mesmo funcionários de um clube de futebol da Arábia Saudita ou simplesmente o presidente Luís Filipe Vieira disfarçado de bilionário árabe a tentar despachar o treinador da melhor forma possível.