Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Atualidade

Hacker Rui Pinto fica em prisão domiciliária

Rui Pinto fica em prisão domiciliária na Hungria, enquanto aguarda julgamento, adianta a TSF

Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Detido esta quarta-feira em Budapeste, na Hungria, o alegado ‘hacker’ que terá acedido ilegalmente a e-mails do Benfica vai ficar em prisão domiciliária neste país, enquanto aguarda julgamento, adianta a TSF, citando um dos advogados de Rui Pinto.

A defesa do alegado ‘hacker’ opõe-se à sua extradição da Hungria. Num comunicado emitido esta quinta-feira, William Bourdon e Francisco Teixeira da Mota, defenderam a conduta do seu cliente, ao sublinhar que este denunciou “práticas criminosas”.

Os advogados descrevem Rui Pinto, de 30 anos, como um amante de futebol “indignado com práticas vigentes neste desporto” e que “decidiu contribuir para o conhecimento público da extensão dessas práticas criminosas”.