Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

Lutador de MMA suspeito de dois homicídios escapou da polícia num McDonalds. A fuga durou 9 horas

Lutador fugiu do carro da polícia quando os agentes saíram da viatura para irem a um McDonalds em Conroe, perto de Houston (EUA). Na carrinha seguiam dois guardas e dez prisioneiros

Expresso Tribuna

Icon Sports Wire/Getty Images

Partilhar

Faltavam 15 minutos para as 16h de domingo quando o gabinete do xerife do condado de Montgomery começou a tweetar, dando conta de que perdera o rasto de um prisioneiro. Tratava-se de Cedric Marks, um homem suspeito de dois homicídios e que escapara de um transporte privado de prisioneiros. “É um lutador profissional de artes marciais mistas. É considerado extremamente perigoso.”

Mais ou menos quatro horas e algumas declarações públicas depois, o xerife fazia um atualização: “Cedric Josehph Marks ainda não foi capturado”. As autoridades alertavam para as informações erradas que estavam a ser partilhadas. O que aquele perfil de Twitter não revelaria, horas depois, seria o momento em que o homem acabaria por ser recapturado. Estava num contentor do lixo, conta a BBC.

O lutador de MMA, que supostamente estava algemado, fugiu do carro da polícia quando, em trânsito para Temple, onde seria julgado, os agentes saíram da viatura para irem a um McDonalds em Conroe, perto de Houston. Na carrinha seguiam dois guardas e dez prisioneiros.

Marks foi detido em janeiro, depois de ter entrado na casa da ex-namorada Jenna Scott. As acusações evoluíram para mandados de captura por homicídio depois de os corpos de Jenna Scott, a ex-namorada, e de uma amiga terem sido encontrados numa cova.

A fuga de Marks, conhecido por “Homem-aranha”, durou nove horas.