Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

Mulher que acusou Neymar de violação indiciada por denúncia caluniosa, fraude processual e extorsão

Najila Trindade disse em julho, após um encontro num quarto de hotel em Paris, que tinha sido abusada pelo futebolista brasileiro. Neymar negou desde o primeiro momento e falou em "armadilha"

MAURO PIMENTEL

Partilhar

A Polícia Civil de São Paulo indiciou a mulher que acusou Neymar de violação por denúncia caluniosa, fraude processual e extorsão, conta o “El País”.

Najila Trindade disse em julho, após um encontro num quarto de hotel em Paris, que foi abusada pelo futebolista brasileiro. Neymar negou desde o primeiro momento e falou em "armadilha".

Após um primeiro inquérito, o atleta do PSG foi ilibado por falta de provas. O caso acabou por ser arquivado.

Agora é Trindade que terá problemas com a justiça. E o seu ex-marido também, já que acusado pela polícia por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico. Segundo o “El País”, a Secretaria da Segurança Pública revela que Estivens Alves, o ex-marido da modelo, terá fornecido imagens íntimas de Najila Trindade a um repórter em troca de publicações suas na Internet. Trindade acabaria por denunciar o ex-marido à justiça.

A justiça brasileira responde assim à ação judicial movida pelo pai de Neymar, por difamação e tentativa de extorsão.

Os casos mantêm-se em segredo de justiça e serão apreciados pelo Ministério Público.