Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

Cinco dos oito jogadores são-tomenses desaparecidos de Cascais já regressaram

“Tinham saído oito, e um regressou logo ontem [quinta-feira] à noite. Os outros foram regressando ao longo do dia de hoje”, afirmou o primeiro vice-presidente da Federação São-Tomense de Futebol, Adalberto Catambi

Lusa

Partilhar

Cinco dos oito jogadores da seleção de futebol de sub-18 de São Tomé e Príncipe que saíram, na noite de quinta-feira, de um hotel de Cascais já regressaram, disse esta sexta-feira à Lusa um responsável da federação são-tomense. "Tinham saído oito, e um regressou logo ontem [quinta-feira] à noite. Os outros foram regressando ao longo do dia de hoje", afirmou o primeiro vice-presidente da Federação São-Tomense de Futebol, Adalberto Catambi.

A PSP procurava hoje de manhã os sete jogadores em falta, que se tinham ausentado de um hotel em Cascais, na noite de quinta-feira. Cerca da 19h00 de hoje, faltavam ainda regressar três jogadores.

O responsável da federação explicou que os jovens se ausentaram para ir ter com familiares que vivem em Portugal. "Alguns queriam estar mais tempo com os familiares e foi uma forma de estar com eles", justificou Adalberto Catambi, que acrescentou que "alguns diziam que pensavam ficar [em Portugal]", mas foram aconselhados pelos pais, em São Tomé, a não o fazer porque os progenitores tinham assinado declarações de compromisso.

O primeiro vice-presidente adiantou que os contactos com os jovens têm sido feitos essencialmente "entre os colegas". "Estamos nesse trabalho", referiu, indicando que a equipa tem o voo de regresso marcado para as 00h05 de sábado, com saída do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, para a capital são-tomense, a bordo de uma avião da companhia nacional, STP Airways.

Adalberto Catambi disse esperar que todos os jogadores regressem ao país. Questionado se esta era uma situação frequente, comentou que "já houve situações semelhantes e nem todos regressam" ao seu país.

A seleção de sub-18 de São Tomé e Príncipe realizou, na quarta-feira, um jogo de preparação contra a congénere de Portugal, na Cidade do Futebol, em Oeiras, perdendo por 7-0. A partida encerrou um curto estágio de três dias da seleção portuguesa de sub-18, treinada por Emílio Peixe.