Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

Juiz foi a duas finais da Liga Europa a convite do Benfica

O nome de Pedro Mourão faz parte de uma lista de magistrados convidados habitualmente pelo Benfica. A lista foi entregue por Luís Filipe Vieira à equipa de investigadores da Operação Lex

Rui Gustavo e Hugo Franco

Pedro Mourão é desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa e adepto do Benfica

antónio xavier/Visão

Partilhar

O juiz Pedro Mourão foi a duas finais da Liga Europa a convite do presidente da SAD do Benfica, Luís Filipe Vieira. O desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa confirma ter aceitado o convite do dirigente do Benfica e reconhece que não pagou um cêntimo para ir ver as duas finais europeias que o Benfica disputou: primeiro contra o Chelsea, em 2013, em Amesterdão; e, no ano seguinte, em Turim, contra o Sevilha. “Fui convidado e aceitei, não vejo mal nenhum disso”, diz o juiz. “Fomos e viemos num avião que estava cheio de políticos e jornalistas. As despesas foram todas asseguradas pelo Benfica, é verdade.”

O nome deste desembargador faz parte de uma lista que a defesa de Luís Filipe Vieira entregou à equipa de magistrados que está a conduzir a investigação da Operação Lex. Esta lista não é a mesma que foi divulgada pela ex-deputada Ana Gomes e que circulou pelas redes sociais e o objetivo dos encarnados, ao entregá-la, foi demonstrar que Rui Rangel não era o único magistrado com presença habitual na bancada presidencial do Benfica — e que portanto não havia qualquer intenção em favorecê-lo.

Para ler o artigo na íntegra clique AQUI