Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

Morreu o ex-sportinguista Hanuch. Tinha 43 anos

Argentino foi campeão pelos leões em 1999-2000. Era empresário e foi nessa qualidade que descobriu estar doente, em Portugal, quando fechou as transferências de Marchesín e Saravia para o FC Porto, no verão de 2019. Não resistiu a um cancro no estômago

Lusa e Tribuna Expresso

Partilhar

Numa nota divulgada no site, os leões manifestam o seu pesar pela morte do antigo jogador, Maurício Hanuch, que faleceu esta terça-feira aos 43 anos, vítima de um cancro no estômago.

O argentino foi contratado em 1999 pelo clube de Alvalade e sagrou-se campeão nessa temporada. Começou a carreira no Club Atlético Platense de Buenos Aires, onde se viria a retirar com 32 anos.

Pelo meio, o médio foi depois emprestado pelo Sporting ao Estudiantes, também da Argentina, ao Santa Clara e ao Badajoz (Espanha).

Já desvinculado dos leões, Hanuch passou ainda por Olimpo, Talleres, Belgrano e Nueva Chicago, na Argentina, Rio Branco (Brasil) e Dínamo de Tirana (Albânia).

Segundo o jornal "Record", foi durante uma visita a Portugal, no verão de 2019, que Hanuch descobriu estar doente, quando negociava as transferências de Marchesín e Saravia. O ex-jogador transformado em agente sentiu-se mal e, mais tarde, na Argentina, foi-lhe diagnosticado um tumor no estômago, tendo sido operado e posteriormente passado por sessões de quimioterapia. A batalha terminou na terça-feira.

“Aos familiares e amigos, o Sporting CP manifesta o seu mais profundo pesar”, pode ler-se na nota.