Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

Covid-19. Rui Moreira apela a adeptos que evitem concentrações na celebração de títulos

Neste ano atípico, as celebrações e concentrações "devem ser evitadas, de forma a honrar os sacrifícios que, individual e coletivamente, os cidadãos têm sabido fazer em tempos tão difíceis como este", afirma o presidente da Câmara do Porto em comunicado

FERNANDO VELUDO/LUSA

Partilhar

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, apelou esta segunda-feira ao civismo dos adeptos, pedindo que sejam evitadas celebrações e concentrações quando apuradas as equipas vencedoras das competições de futebol nacional.

Em comunicado hoje divulgado, o independente apela aos portuenses para que "dada a proximidade do fim do Campeonato Nacional de Futebol e da final Taça de Portugal, mantenham o mesmo civismo e atitude responsável que têm adotado nos últimos meses", sublinhando que, neste ano atípico, as celebrações e concentrações "devem ser evitadas, de forma a honrar os sacrifícios que, individual e coletivamente, os cidadãos têm sabido fazer em tempos tão difíceis como este".

"Tenho que apelar ao civismo e ao espírito de solidariedade de todos para que compreendam que aquilo que foi conseguido nos últimos meses a pulso na cidade, com muitos sacrifícios individuais, tem de ser continuado", assinala o presidente da Câmara do Porto numa mensagem de vídeo hoje gravada a partir da Câmara do Porto.

O autarca deixou ainda um apelo à comunicação social. "Queria também apelar à comunicação social, porque ela própria tem um papel determinante para evitar as concentrações de adeptos e espero assim que possamos, cada um de nós, de acordo com as nossas opções e preferências clubísticas, celebrar, mas celebrar de forma civilizada como temos sabido celebrar neste tempo tão difícil para todos", conclui.

O FC Porto só precisa de pontuar quarta-feira na receção ao Sporting para carimbar o seu 29.º título, mas pode entrar campeão no 'clássico' da 32.ª jornada da I Liga de futebol se, na véspera, o Benfica 'escorregar'.

As duas equipas entram no Estádio do Dragão separadas por expressivos 17 pontos, com vantagem para os comandados de Sérgio Conceição, que lideram a I Liga, com 76, contra 68 do Benfica, segundo classificado, e 59 do conjunto de Alvalade, terceiro.

Com quatro vitórias seguidas, os 'dragões' viram aumentar para oito pontos a vantagem sobre os 'encarnados' e até podem festejar na terça-feira, acomodados no 'sofá', se os ainda campeões não vencerem em casa o Vitória de Guimarães.

O 'clássico' da 32.ª jornada está agendado para quarta-feira, no Estádio do Dragão, a partir das 21h30.