Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

SAD do Sporting também foi alvo de buscas. Clube assume diligências da PJ

Clube leonino foi alvo de buscas esta manhã de segunda-feira. Processo será distinto do das buscas ao Benfica e Santa Clara, também realizadas esta manhã. O Sporting confirma à Tribuna Expresso a existência destas diligências que estão relacionadas com um crime de branqueamento de capitais entre 2011 e 2014

Hugo Franco e Pedro Candeias

Henrique Casinhas/SOPA Images/LightRocket

Partilhar

A SAD do Sporting foi também alvo de buscas esta segunda-feira de manhã. Uma informação confirmada ao Expresso por fonte do clube.

Em comunicado, a Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD confirma a realização de buscas por parte da Polícia Judiciária às suas instalações. "Em causa um alegado crime de branqueamento de capitais referente ao período de 2011 a 2014. A Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD disponibiliza-se para colaborar com as autoridades para o esclarecimento de todo este processo."

"Congratulamo-nos ainda com o esforço do Ministério Público e das autoridades competentes em prol da verdade desportiva e da transparência, contribuindo para a dignificação do futebol português, neste e noutros processos."

De acordo com o jornal 'O Jogo', a operação da Polícia Judiciária está relacionada com o negócio do acionista Holdimo. Especificamente com negócios entre 2011 e 2014 sob investigação das autoridades, relacionados com a entrada da Holdimo no capital social da SAD leonina. Já a TVI revela que a PJ investiga Álvaro Sobrinho por branqueamento de capitais.

No site da Holdimo sobre as suas relações com o clube de Alvalade, é referido que as duas entidades mantêm uma aliança estratégica desde 2011. "A Holdimo – investimentos e Participações, SA. detém, atualmente, 30% do Capital social da Sporting SAD."

"É uma participação qualificada que resulta de uma parceria iniciada em Junho de 2011. Com uma situação financeira particularmente difícil, em plena crise financeira, o Sporting solicitou apoio à Holdimo. Através do seu Presidente, Dr. Álvaro Sobrinho, bisneto de Joaquim Madaleno, fundador do Sporting Clube de Portugal, a Holdimo respondeu presente e subscreveu um acordo de cooperação Financeira - Desportiva."

No âmbito do acordo, a Holdimo adquiriu, pelo valor de dezasseis milhões e 50 mil euros, percentagem dos direitos económico de 17 jogadores.

"No inicio de 2013, é feito um reforço do investimento ficando a Holdimo com percentagem de direitos económicos de 28 jogadores, correspondendo a um valor de 20.600.000€ (vinte milhões e seiscentos mil euros)."

Em meados de 2013, "verificada a necessidade de proceder a uma reestruturação financeira que libertasse o Sporting de um pesado serviço de dívida, é proposto, pelo Sporting e pelos bancos credores, um aumento de capital onde a Holdimo converteria os créditos que detinha sobre o Sporting SAD em participações".

O site conclui: "A Holdimo aceitou adquirir 20.000.000 (vinte milhões) de ações ao preço nominal de 1€, ficando com 29,8% do capital social da Sporting Futebol SAD. Esta operação inaugurou um novo caminho de parceria e proporcionou ao Sporting o encaixe de 20 milhões de euros por via do aumento de capital, e, indiretamente, mais 20 milhões pela libertação dos direitos económicos dos jogadores que serviram como garantia."